Actualmente a comercializar apenas um modelo 100% eléctrico, o i3, a BMW tem já várias cartas na manga, para ir a jogo quando se der o boom de propostas eléctricas – algo que, de acordo com os planos já conhecidos de diversos fabricantes, deverá acontecer a partir de 2020. É precisamente nesse ano que chegará o mercado a versão de produção do concept que a marca de Munique acaba de revelar em Pequim. No maior mercado mundial de veículos eléctricos, a BMW tem como estrela o protótipo iX3, que antecipa aquele que será o primeiro SUV a bateria do construtor bávaro.

Prometendo ser o centro das atenções no stand da marca no Salão de Pequim, o Concept iX3 exibe um estilo que alinha pela bitola do convencional crossover, ou seja, nada de devaneios estéticos bizarros, como se um eléctrico tivesse de ter um aspecto de nave espacial para se destacar. Pelo contrário, à excepção dos detalhes a azul na grelha frontal, saias laterais e zona inferior do pára-choques traseiro, este bem que poderia ser o protótipo de um SUV animado por um motor térmico. Não é o caso.

Com uma potência de 272 cv (200 kW), o iX3 vai buscar a energia de que necessita a uma bateria de 70 kWh que, segundo a BMW, lhe permite percorrer mais de 400 km entre cargas. Isto já de acordo com o mais realista método de medição WLTP.

Ultrapassada a questão do alcance – algo que ainda afasta muitos compradores, devido às limitações que lhe estão associadas, a marca de Munique concentrou-se em “resolver” outro dos óbices à mobilidade eléctrica: o tempo de carga. O BMW Concept iX3 pode usufruir de carga rápida, ou seja, pode ser ligado a um posto de carregamento com até 150 kW, reduzindo desse modo a meia hora o tempo necessário para recarregar totalmente a bateria de alta voltagem.

[jwplatform M1txZvC3]