A Polícia Judiciária estará a investigar uma alegada tentativa de aliciamento de um empresário com ligações ao Benfica a quatro jogadores do Marítimo, num jogo da época 2015/16 (e não 2016/17, como chegou a ser avançado inicialmente) que os encarnados venceram por 2-0, dando um passo gigante para o tricampeonato. Neste caso, a ideia passa por perceber se o agente agiu por conta própria ou a mando do clube.

Poncha, isto assim é mais emocionante

De acordo com o Correio da Manhã, um dos jogadores em causa será o lateral direito brasileiro Patrick, que se transferiu em 2015 do América Mineiro para o Marítimo, onde foi titular indiscutível durante duas temporadas antes de assinar pelo Benfica no Verão de 2017. Seria depois cedido por empréstimo ao V. Setúbal. Ainda assim, não é claro se os quatro atletas foram apenas abordados ou se terão aceite essa mesma abordagem.

“Existe uma cabala para detonar o SL Benfica que envolve o meu nome. Deixo bem claro que o SL Benfica em momento algum me pediu para exercer qualquer tipo de corrupção, sendo um clube que comigo sempre se pautou pela honestidade. A minha função é agenciamento de jogadores e na verdade obriga-me a falar com os mesmos. De referir um nome, avançado pela CMTV, Patrick, que não conheço pessoalmente e nunca falei com ele, venha o jogador publicamente dizer que me conhece e daí se vê a dimensão desta calúnia”, comentou César Boaventura numa publicação colocada na sua página do Facebook pouco depois da notícia.

“Estou disponível para tudo em benefício da verdade, e não vou desistir de forma alguma da verdade. Não existem provas nenhumas que possa ter tentado corromper qualquer jogador porque isso é mentira. Mas sei que assim como me tentaram corromper a mim para mentir acerca deste processo, também andaram a contratar jogadores para mentir sobre o Benfica, o que demonstra a falta de dignidade que existe em algumas pessoas que estão no futebol. Estejam descansados que eu não vou para Vigo, nem compro casa em Cabo Verde. A injustiça é negra, mas a transparência não tem cor!”, concluiu, numa alusão aos dois rivais dos encarnados.

Polícia Judiciária e Ministério Público investigam todos os jogos do tetra do Benfica

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O Benfica, através de comunicado oficial partilhados nas plataformas do clube, desmentiu “total de categoricamente qualquer envolvimento direto ou indireto num pretenso aliciamento de jogadores ou qualquer outro agente desportivo em qualquer modalidade”, acrescentando tratar-se “de uma calúnia e de uma difamação”.

O Benfica, em tempo oportuno, requereu junto da Procuradoria-Geral da República (PGR) que se investiguem e que sejam inquiridos todos os responsáveis e entidades ligadas a todos os jogos disputados pelo SLB nestes últimos cinco anos, no sentido de se obter uma resposta às seguintes questões concretas: se foram, direta ou indiretamente, contactados por alguém relacionado com o SLB com o intuito de favorecer na obtenção de um resultado desportivo favorável; e se o foram, qual a identidade do responsável pelo contacto, o teor do contacto e o favorecimento que facultaram?”, acrescenta a missiva, antes de levantar o véu sobre a reportagem.

“Tendo tomado conhecimento de uma reportagem que se baseia no depoimento de um alegado jogador que surge de cara tapada e voz distorcida, apelamos a que o alegado jogador se dirija às autoridades competentes, único local para se conseguir o cabal esclarecimento da verdade, e questionamos se tal opção tem a ver com o clube que atualmente representa. Torna-se para nós também claro que o momento escolhido para a saída desta notícia visa tão-só desviar as atenções de outros processos”, remata, anunciando que “avançará com os necessários processos judiciais contra todas as entidades e pessoas que, de forma leviana, atentem contra o seu bom nome e reputação”.

Também Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, não perdeu a oportunidade de deixar mais uma “farpa” aos encarnados. “Queria aproveitar este espaço para desmentir categoricamente qualquer notícia mais ou menos desagradável que eventualmente venha a surgir. Este tweet tem validade para os próximos mil anos. Obrigado pela atenção”, ironizou na sua conta oficial do Twitter.

Ao mesmo tempo, o Correio da Manhã avançou que a PJ estará ainda a analisar o encontro entre Rio Ave e Benfica referente à temporada de 2015/16, que envolverá o mesmo empresário.

PJ investiga Rio Ave-Benfica de 2015/16 por suspeitas de viciação de resultado