Thibaut Courtois foi esta quinta-feira apresentado como reforço do Real Madrid para as próximas seis temporadas. O guarda-redes de 26 anos trocou o Chelsea pelos merengues a troco de 35 milhões de euros mais a cedência por empréstimo aos blues do médio croata Kovacic.

Mas em Espanha está a ser lembrado um episódio polémico que envolve Courtois e o Real Madrid, e que remonta a 2013, quando o guardião defendia as cores do rival da capital espanhola, o Atlético. Depois da vitória por 2-1 na final Taça do Rei contra o Real, o então jogador colchonero entoou um cântico durante os festejos com os adeptos na Puerta del Sol, o local onde os fãs do Atlético se costumam juntar para celebrar as conquistas do clube. “Salta, salta, salta, pequeno canguru, e aos madridistas [adeptos do Real] que lhe deem pelo culo”, entoou na altura.

https://www.youtube.com/watch?v=wNNHVsFMD5I

Agora, passados cinco anos, Courtois assinou pelo clube contra o qual cantou em 2013 e na conferência de imprensa pediu desculpa e justificou o porquê daquela celebração: “Nessa altura era muito jovem, deixei-me levar pelo momento. Pedi desculpa, tal como o faço agora. Não é típico de mim. Darei tudo pelo símbolo do Real Madrid”, disse.

Aliás, o novo guarda-redes dos merengues disse ainda que quando era pequeno torcia pelo Real Madrid, muito devido a Casillas, atual guarda-redes do FC Porto: “Todos sabemos que quando somos crianças há um clube que nos chama a atenção. No meu caso era [o Real] por causa do Casillas, que com a idade que tinha enfrentou um desafio tão grande como ser guarda-redes do Real Madrid. Tinha uma camisola do Iker, de um Anderlecht-Real Madrid da Champions de 2002, acho que eu tinha 10 anos”, contou.

De resto, Courtois disse que está a cumprir um sonho: “Cumpro um sonho ao estar no Real Madrid. Não podem imaginar o quanto estou feliz. Só os que me conhecem sabem o que trabalhei para chegar até aqui e a responsabilidade e orgulho que tenho em estar no melhor do clube do mundo”, disse na conferência de imprensa.

O presidente do clube, Florentino Pérez disse que o internacional belga é “um dos melhores guarda-redes do mundo, ou mesmo o melhor”: “No Real Madrid têm lugar os melhores jogadores do mundo, de Espanha, e da formação, o que tem sido a nossa identidade”, afirmou.