A marca de luxo da Toyota continua a fazer evoluir a sua gama de quatro rodas, concentrando-se sobretudo na estética e na imagem da marca. Daí que não seja de estranhar que a Lexus tenha desafiado os seus designers a atirarem-se ao mar. Não para nadar, para conceber um veículo que sulque a água com o mesmo à vontade e conforto com que o LS, o seu topo de gama, navega na estrada.

O desejo de conceber um iate de luxo não é novo para a Lexus, que já tinha anunciado estar a acarinhar um projecto nessa área no início do ano, mas agora a empresa nipónica foi mais longe e revelou como será o LY650.

Para começar, como o nome indica, vai ter 65 pés (mais precisamente 65,5, o que equivale a 19,96 metros de comprimento) e uma boca (largura do casco) de 5,72 m. Como o iate dificilmente entraria numa das linhas de produção que a Lexus utiliza para os seus veículos de quatro rodas, a construção do LY650 foi entregue ao conhecido fabricante de embarcações Marquis-Larson.

O iate da Lexus terá três andares, com o mais baixo a acomodar três suites com todas as mordomias. O andar intermédio é o que tradicionalmente mais uso tem, pois é aí que ficam as áreas de lazer e refeições, com uma zona coberta e outra exterior. No andar mais alto, ou upper deck, está o segundo cockpit de comando e uma segunda área para apanhar sol.

Curiosamente, este Lexus vai utilizar dois motores da… Volvo. O LY650 tem previsto montar o IPS 1200 ou o IPS 1350. Mas independentemente da mecânica, sempre a gasóleo, o melhor é ter sempre cheio o depósito de 1.000 litros, operação que exige algum tempo e que depois provoca alguns calafrios no momento do pagamento. Se está a pensar no ambiente, o melhor é esquecer, pois não é evidente que esteja equipado com filtros partículas ou catalisador selectivo com injecção de AdBlue.

O iate deverá chegar ao mercado a partir da segunda metade de 2019.