Uma nova edição, revista e atualizada, do “Dicionário da Língua Portuguesa – Léxico, Gramática e Prontuário”, de Aldina Vaza e Emília Amor, é publicada na terça-feira, anunciou hoje a Texto Editora, que chancela a obra. “A nova edição mantém as mesmas características da obra de referência que lhe deu origem, apresentando-se revista, aumentada, melhorada e atualizada”, refere a editora em comunicado enviado à agência Lusa.

O “Dicionário da Língua Portuguesa – Léxico, Gramática e Prontuário” vai estar, também na terça-feira, às 18:30, na Fundação Calouste Gulbenkian, no centro de uma mesa redonda moderada por pelo jornalista José Carlos de Vasconcelos.

Além das autores, a mesa, que entre outros temas vai debater o significado dos dicionários na atualidade, conta com a participação de Sónia Valente Rodrigues, especialista em Didática da Língua Materna, Antónia Coutinho, linguista da Universidade Nova de Lisboa, e a lexicóloga Fernanda Bacelar, orientadora científica do dicionário. O painel de participações inclui ainda o editor livreiro Zeferino Coelho, da Editorial Caminho, e a escritora Maria Teresa Horta.

Esta nova edição do dicionário inclui cerca de 3.000 novas palavras, e “os ajustamentos completam e aperfeiçoam a obra original”, nomeadamente, “nomenclatura baseada sobretudo em listas de frequência objetiva e em terminologias específicas de programas curriculares e uma abordagem integrada de léxico e gramática, associada à função de prontuário”.

Uma “microestrutura ancorada em verbetes padronizados de acordo com as propriedades de cada classe de palavras; um modelo de definição léxica que privilegia as paráfrases definidoras, muitas vezes seguidas de sinónimos, no total de 22.979 entradas, e de exemplos de uso, num total de 80.911, que as completam e/ou contextualizam”, são outras das atualização da edição.

O novo “Dicionário da Língua Portuguesa – Léxico, Gramática e Prontuário” inclui também um “conjunto alargado de verbos, num total de 4.608, cujo verbete-tipo inclui paradigma de flexão, exemplos de uso que ilustram as construções sintáticas consideradas em cada aceção, quadro com todas as formas irregulares e, ainda, observações sobre particularidades, ou remissão”, assim como “diversos quadros sinóticos”.

O “Dicionário da Língua Portuguesa – Léxico, Gramática e Prontuário” é “destinado a quem ensina e a quem aprende a Língua Portuguesa, mas que pode servir um público muito mais vasto, incluindo aqueles que a utilizam como instrumento de trabalho e todos os que, em qualquer momento, precisam de esclarecer dúvidas sobre o seu bom uso”, remata a Texto, do grupo editorial LeYa.