A EA Sports retirou a imagem de Cristiano Ronaldo da página que mantém no site para o jogo FIFA 19. E eliminou o perfil referente ao futebolista da página do FIFA 18. A decisão foi tomada depois de a empresa que comercializa jogos eletrónicos relacionados com desporto ter confessado em comunicado que está a “monitorizar de perto a situação” do internacional português, numa altura em que o novo avançado da Juventus é acusado pela norte-americana Kathryn Mayorga de abuso sexual.

Numa declaração sobre a alegada violação que envolve Cristiano Ronaldo e Kathryn Mayorga, a EA Sports disse estar a acompanhar o caso: “Esperamos que os atletas que patrocinamos e embaixadores se comportem de uma forma condizente com os valores da EA”.

A tomada de posição da marca acontece depois de a Nike, principal patrocinadora de Cristiano Ronaldo admitir que está “profundamente preocupada”  com as acusações de alegada violação da norte-americana Kathryn Mayorga em 2009.

Embora a página referente ao FIFA 19, um jogo sobre futebol que simula as partidas das principais ligas mundiais, já não seja ilustrada com a imagem de CR7, o capitão da seleção portuguesa continua a aparecer na capa oficial do jogo ao lado de Neymar. No entanto, em 2016, a EA Sports decidiu eliminar a imagem do jogador de hóquei Patrick Kane da capa do jogo NHL porque o atleta estava a ser investigado num caso de alegada violação. À época, Patrick Kane também foi impedido de participar em promoções do jogo eletrónico.

A Juventus também já reagiu ao caso através do Twitter. Numa mensagem publicada na quinta-feira, o novo clube de Cristiano Ronaldo escreveu que o atleta “tem mostrado nestes meses o grande profissionalismo e seriedade, apreciado por todos na Juventus”. Pouco antes, a página também publicou um vídeo do internacional português durante um treino.