Robert Morton, 55 anos, alega ter descoberto um avião submerso nas águas do Mar do Norte, mais especificamente na costa de Edimburgo, na Escócia, enquanto usava a aplicação Google Maps.

Segundo o El Español, foi a 5 de novembro que o britânico encontrou por acaso a imagem da aeronave, que “parece estar debaixo de água”. No entanto, disse logo na altura que provavelmente se tinha tratado de uma “anomalia” da aplicação, que faz parecer que o avião está submerso, até porque as autoridades britânicas não registaram nenhuma ocorrência na área.

Mais tarde, um porta-voz do Google confirmou o erro, afirmando que “a razão pela qual [o avião] parece estar submerso é porque cada imagem de satélite vista no mapa é uma compilação de várias imagens”, explicando que os objetos em movimento, captados em alta velocidade, aparecem em apenas uma das muitas imagens que são capturadas quando se faz o mapeamento no Google Earth.

https://www.youtube.com/watch?v=l41IJg4hQWI