O software de gestão de arquivo Archeevo, criado pela Keep Solutions em Braga, foi classificado pela Comissão Europeia como o melhor na sua categoria. A distinção, que é celebrada pela Universidade do Minho em comunicado, pôs esta tecnologia portuguesa, segundo a Comissão, à frente de softwares concorrentes como o ArchivesSpace (dos EUA), o AtoM, o Cuadra Star ou o Eloquent Archives (do Canadá), o Axiell CALM (Suécia/Reino Unido), o scopeArchiv (da Suíça) e o Archidoc (da Polónia).

Estamos muito contentes com esta distinção da Comissão Europeia. É muito gratificante porque mostra que estamos no caminho certo e valoriza o trabalho feito por esta spin-off [empresa que nasce de] da Universidade do Minho. Além disso, prova que Portugal continua a dar cartas no estrangeiro”, afirma o diretor executivo da Keep Solutions, Miguel Ferreira.

A distinção deste software surge no relatório “Standard-based archival data management, exchange and publication”, do Programa ISA da Comissão Europeia. Este projeto da UE apoia soluções digitais e dá suporte a administrações públicas, empresas e cidadãos para beneficiarem de serviços transfronteiriços e que funcionem em todo o espaço europeu.

Para distinguir um dos projetos a Comissão Europeia considerou as normas estabelecidas no Open Archival Information System e procedimentos dos Arquivos Históricos da Comissão Europeia, dos Arquivos Nacionais do Reino Unido e do projeto científico europeu E-Ark.

O Archeevo está presente em Portugal na Presidência da República e em vários ministérios, como o da Defesa, Administração Interna, Economia, Educação e Ciência, além de “várias fundações, universidades e dezenas de municípios”. A Keep Solutions foi criada por professores e ex-alunos da Universidade do Minho há 10 anos.