O corpo encontrado entre os escombros do avião que se despenhou no Canal da Mancha é do futebolista Emiliano Sala, está a confirmar a polícia de Dorset através do Twitter. O cadáver tinha sido levado esta quinta-feira para Portland Port para ser analisado. As análises confirmam que pertence ao futebolista argentino de 28 anos que tinha sido comprado pelo Cardiff City na contratação mais cara da história do clube. Está por encontrar o piloto do avião, David Ibbotson.

A 20 de janeiro, um dia depois de Emiliano Sala ser transferido do Nantes para o Cardiff City, o Piper PA-46-310P Malibu, com apenas um motor e construído em 1984 onde o jogador viaja desapareceu dos radares. A bordo ia o atleta e David Ibbotson, que foi chamado à última hora para conduzir o avião porque o piloto David Henderson — contratado pelo agente do futebolista — não estava em Nantes. David Ibbotson sabia pilotar este modelo de aviões, mas a licença do piloto não o permitia conduzir aeronaves com passageiros pagantes.

Ainda antes de levantar voo, Emiliano Sala tinha dito aos amigos que o avião não parecia estar em boas condições. Numa mensagem enviada pelo WhatsApp no dia da viagem, o futebolista afirma que o aparelho “ia cair aos bocados” e que confessa estava com medo. O próprio piloto tinha dito no Facebook, no dia anterior, que depois de levar o avião até ao aeroporto de Nantes publicou que se sentia “enferrujado”.

Emiliano Sala. Tudo o que já se sabe e o que ainda não foi respondido