Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O cantor R. Kelly foi formalmente acusado de 10 crimes de abuso sexual, em  Illinois, nos Estados Unidos da América. Das quatro vítimas alegadamente abusadas, três delas têm entre 13 a 16 anos. O músico norte-americano, de 52 anos, deverá apresentar-se em tribunal ainda este sábado à tarde, noticia esta sexta-feira o jornal CBS Chicago. 

O norte-americano, cujo verdadeiro nome é Robert Sylvester Kelly, tem sido alvo de acusações por este tipo de décadas há mais de duas décadas, mas até agora nenhuma chegou a ser provada. Segundo o jornal CBS Chicago, estas novas acusações envolvem quatro vítimas: três menores, entre os 13 e os 16 anos de idade, e uma maior de idade.

Segundo o jornal CBS Chicago, destas dez acusações, em nove delas, as vítimas têm entre os 13 e os 16 anos de idade. Já sobre a décima acusação, desconhece-se a idade da vítima. As acusações vão de maio de 1998 a fevereiro de 2003. Numa das acusações, o processo judicial consultado pelo jornal norte-americano, especifica que os abusos terão ocorrido entre 26 de setembro de 1998 e 25 de setembro de 2001. Há ainda uma das vítimas que não é identificada como menor. Nesse caso, o cantor é acusado de forçar um contacto sexual com a vítima através do uso da força.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Inicialmente foi avançada a informação de que o cantor seria presente a tribunal no próximo dia 8 de Março. No entanto, um porta-voz do Estado de Cook County, informou que R. Nelly  deverá aparentar-se ainda este sábado à tarde em tribunal, segundo o CBS Chicago.

Um dos advogados de defesa das vítimas, Michael Avenatti, escreveu na rede social Twitter que “25  anos após constantes abusos e agressões sexuais a  meninas, chegou o dia do julgamento de R Kelly”. Noutro tweet, o advogado escreveu apenas “acabou”.

Esta quinta-feira, duas outras mulheres acusaram o cantor de hip-hop and R&B de abuso sexual. Latresa Scaff e Rochelle Washington alegam que, quando eram adolescentes foram levadas por R. Kelly para um hotel em Baltimore, EUA, após um concerto. Nessa noite, o músico ter-se-á insinuado perante as duas, chegando a ter feito sexo com Latresa Scaff, que está sob influência de álcool e marijuana. As duas dizem que nunca mais ouviram ou viram o cantor depois disso.

Várias mulheres acusam o cantor de ser bastante violento e controlador e de, inclusivamente, ter praticado sexo com jovens com 14 anos. Os pais das adolescentes acusam R Kelly de fazer lavagens cerebrais às crianças, descrevendo esse comportamento como “culto”.

R Kelly acusado de tratar rapariga de 14 anos como “animal de estimação”

Em 2008, chegou a apresentar-se em tribunal por alegadamente ter filmado abusos sexuais com crianças. Num desses vídeos o cantor apareceria a urinar sobre uma jovem menor de idade, mas o juiz não conseguiu identificar a vítima, e, por isso, o cantor foi ilibado por falta de provas.

(Artigo atualizado às 20h48)