Uma camisola de David Catalán, um macacão de Hugo Costa, um vestido da Buzina e uns sapatos da Eureka. Estas foram as peças que mais brilharam fora das salas de desfiles na despedida de mais uma edição do Portugal Fashion.

No último dia de moda na Alfândega do Porto, onde os mais pequenos subiram à passerelle de manhã e Marques’Almeida e Alexandra Moura foram cabeças de cartaz durante a tarde, nem as previsões de chuva assustaram os curiosos que este domingo abriram o armário e deram prioridade às marcas portuguesas. Dos macacões de corte simples aos acessórios mais extravagantes, a paisagem humana combinou com o evento que mostrou tendências, alertou consciências, gritou a mudança e manifestou-se da cabeça aos pés.