Rádio Observador

Espaço

NASA elege as três melhores casas para viver em Marte

A NASA divulgou os três finalistas do desafio que tem como objetivo projetar as casas ideais para viver em Marte. O 1.º lugar foi entregue a projeto de casa cilíndrica com aberturas para luz natural.

Casa projetada pela Team SEArch +/Apis Cor foi a vencedora desta etapa

A vida em Marte é uma realidade que parece estar cada vez mais perto para a NASA. Na passada quinta-feira, a agência espacial norte-americana anunciou os três finalistas do 3D-Printed Habitat Challenge, um desafio que tem como objetivo projetar as casas ideais para viver “na Lua, Marte e além”. O desafio arrancou em 2015.

Segundo a CNN, para o quarto nível da terceira fase da competição, 11 equipas foram desafiadas a criar habitações — em escala real — dos seus designs através de um software de modelagem 3D. Cada modelo foi avaliado pelo seu layout arquitetónico e estético e viabilidade da construção.

O primeiro lugar da competição foi conquistado pela Team SEArch +/Apis Cor, sediada em Nova Iorque. A equipa desenhou uma estrutura única, e cilíndrica, com pequenas aberturas pela casa, que permitem a entrada de luz natural.

Créditos: NASA / Team SEArch+/Apis Cor.

O segundo lugar do pódio foi entregue à Zoperhus, que sugeriu que as suas estruturas modulares, em forma de esfera, fossem impressas por um robô autónomo.

Créditos: NASA / Zopherus

Já a Mars Incubator foi a equipa — formada por engenheiros e artistas — que ficou em terceiro lugar, propondo um design modular que consiste em quatro espaços diferentes, incluindo um para plantas em crescimento.

Créditos: NASA / Mars Incubator

Escolhido o top 3, as equipas receberam um prémio total de 100 mil dólares. Na próxima etapa do concurso, agendada para o início de maio, os três finalistas terão de reproduzir em modelos 3D os seus projetos. O vencedor será premiado com 800 mil dólares em dinheiro, adianta a CNN.

O 3D-Printed Habitat Challenge é o mais recente passo da missão da NASA, que quer enviar seres humanos à Lua, e, eventualmente, a Marte.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: iameixa@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)