O piloto estónio Ott Tanak (Toyota Yaris) segurou este sábado a liderança do Rali de Portugal, depois de estarem cumpridos os três troços da secção matinal da sétima prova do Campeonato do Mundo da especialidade.

No entanto, o piloto da Toyota perdeu tempo para o segundo classificado, o finlandês e companheiro de equipa Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris), chegando à pausa de almoço com apenas 5,1 segundos de avanço, quando tinha arrancado esta manhã com uma margem de 17,3 segundos.

A manhã tem sido dominada pelos carros da marca nipónica, com o irlandês Kris Meeke a vencer no início do dia, em Vieira do Minho. Jari-Matti Latvala venceu as duas especiais seguintes, encurtando a distância para o líder.

“Temos de ir passo a passo”, referiu o finlandês no final do troço de Amarante, o mais longo da prova e que fechou as contas da manhã.

Animada está também a luta pelo quarto lugar. O francês Sébastien Ogier (Citroën C3) tinha ganho a posição ao belga Thierry Neuville (Hyundai i20), mas a Hyundai voltou a arriscar na tática, fazendo penalizar o francês Sébastien Loeb (Hyundai i20), de forma a sair para a pista entre Ogier e Neuville, tal como já fizera com o espanhol Dani Sordo desde o primeiro troço.

Com essa jogada, Neuville encontrou a pista mais limpa e conseguiu recuperar o quarto posto, estando agora com 1,9 segundos de vantagem para o campeão do mundo.

“Ter começado a manhã com dois pneus suplentes [em vez e apenas um, como a maioria dos adversários] foi um erro”, disse o belga.

Quanto a Ogier, reconheceu que os Toyota “andaram muito bem” esta manhã: “Faço o que posso”, resignou-se. O Rali de Portugal recomeça às 15:08 horas, com a partida para a especial 11, das 20 que compõem a prova, em Vieira do Minho.