A saga já dura há mais de um mês. O futebolista e avançado francês Antoine Griezmann chegou a ser colocado também na rota do Paris Saint-Germain — onde até chegou a ser dado como certo —, mas o namoro com o Barcelona há muito é apontado pela imprensa.

Esta quarta-feira, a possível transferência do jogador do Atlético Madrid para a Catalunha tornou-se mais provável: o dirigente dos ‘colchoneros’ Miguel Ángel Gil Marín disse com todas as letras que Griezmann “vai para o Barcelona”, em declarações à estação espanhola Movistar. O dirigente do Atlético disse mesmo que o destino de Griezmann na próxima época “sabe-se desde março”.

Em maio, Griezmann tinha anunciado a intenção de sair do clube madrileno: “Custou-me escolher este caminho, mas é o que sinto e o que necessito, e queria agradecer por todo o carinho que me deram durante estes cinco anos, neste clube em que ganhei as minhas primeiras taças, os meus primeiros troféus importantes”, afirmou então, através de uma mensagem publicada na conta oficial de Twitter do Atlético Madrid.

A revelação de que Griezmann vai mesmo para a Catalunha juntar-se a Gerard Piqué, Busquets, Messi, Suárez e Coutinho no clube campeão da Liga Espanhola e semifinalista da Liga dos Campeões aconteceu no dia em que o Real Madrid anunciou a contratação do lateral-esquerdo Ferland Mendy. O defesa, que representava o Lyon, assinou contrato até junho de 2025, tendo o seu passe custado aos merengues um valor próximo de 50 milhões de euros.