Quando uma princesa foge da sua família real, as teorias multiplicam-se. Para os tabloides britânicos, Haya, mulher do emir do Dubai, fugiu com os dois filhos para o Reino Unido por que o marido suspeitava que tivesse um caso extraconjugal com o seu guarda-costas. Verdade ou mentira, pouco importava. Era o suficiente para Haya temer pela sua vida e fugir. Esta é a teoria sustentada pelo The Daily Mail e pelo The Sun, embora com contornos diferentes.  Já o The Times, que cita fontes próximas da princesa, escreve que o emir do Dubai nada tinha a temer já que entre Haya e o guarda-costas apenas existia amizade.

No entanto, segundo o The Daily Mail, Mohammed al Maktoum terá encontrado a sua sexta mulher e o guarda-costas em “contacto inapropriado” quando fez uma visita surpresa à mansão que o casal mantém em Londres. Terá sido nessa altura que o emir exigiu que a mulher regressasse ao Dubai, o que Haya recusou, avança o jornal britânico. Terá ficado pelo Reino Unido, onde vai agora discutir o divórcio milionário com o marido em tribunal. Consigo tem os dois filhos, Jalila de 11 anos e Zayed de sete.

Já o The Sun noticia que a princesa planeou a fuga durante meses, mas sem citar fontes ou entrar em mais detalhes. E acrescenta ainda que os motivos estão relacionados com a descoberta de que o emir torturava e mantinha como prisioneira a sua filha de um outro casamento, a princesa Latifa, que também tentou fugir do Dubai.

Haya. Quem é a princesa que fugiu do Dubai e quer enfrentar o emir em tribunal?

O espanhol ABC avança com uma outra teoria. Citando fontes diplomáticas árabes, escreve que o motivo que levou Haya a decidir partir dos Emirados Árabes Unidos foi o aumento de pressões do seu marido para que influenciasse politicamente o seu irmão, o rei Abdullah II da Jordânia.

Os Emirados Árabes Unidos e a Arábia Saudita são aliados em várias frentes militares e diplomáticas, da qual a Jordânia, por precaução e tradição, se mantém afastada.

O emir, a mulher e os dois filhos: Zayed e Al Jalila em Ascot (PA Images via Getty Images)

O emir, a mulher e os dois filhos: Zayed e Al Jalila em Ascot (PA Images via Getty Images)

Em causa estaria a guerra na Síria, já que tanto o Dubai como Riade anseiam pelo apoio de Amã, capital do país que é o segundo do mundo com mais refugiados per capita.

Embora nenhuma das teorias tenha sido confirmada oficialmente, o The Sun lembra que o emir publicou na sua conta de Instagram um dos versos que habitualmente escreve. Embora não faça referência direta à sua mulher, Haya está presente nas entrelinhas do poema “Viveste e Morreste”: “Traidora, traíste a confiança mais preciosa e o teu jogo foi revelado. Os teus dias de mentira acabaram e não importa o que nós éramos e o que és.”