A Talkdesk, startup portuguesa fundada por Tiago Paiva e Cristina Fonseca — que já é um unicórnio (empresa avaliada em mais de mil milhões de euros) –, vai abrir em setembro um novo “laboratório de inovação”, em Aveiro. O “TDX” é o quarto escritório em Portugal da empresa com sede em São Francisco, no EUA. Com a abertura deste novo centro de desenvolvimento, a Talkdesk quer “contratar 50 especialistas”.

O objetivo destes laboratórios de inovação é serem o ambiente onde os nossos colaboradores dispõem de todas as ferramentas necessárias para criar o futuro dos contactcenters. Portugal tem sido o centro de desenvolvimento do software da Talkdesk, sendo que temos vindo a reforçar o investimento no talento português e a chegada a Aveiro é mais um importante passo nesse sentido”, diz Marco Costa, diretor-geral da Talkdesk para a região EMEA (Europa, Médio Oriente e África).

A startup tem como negócio vender software na cloud para facilitar a criação de call centers para outras empresas e já tem escritórios em Lisboa, Porto e Coimbra. Nesta última cidade, na qual abriu o primeiro laboratório de inovação, tem já “75 colaboradores”, refere a empresa em comunicado enviado ao Observador. O objetivo deste novo espaço é “inovar e desenvolver novas soluções e produtos” para “expandir a camada de telecomunicações da Talkdesk, incluindo competências de Inteligência Artificial aplicadas ao contact center [call center]”, lê-se ainda no comunicado.

A Talkdesk, que foi fundada em 2011, já está presente em mais de 50 países e tem cerca de 1.800 clientes como a IBM, a Acxiom, a Discovery Education ou a Peloton. O objetivo da empresa é ter uma equipa de 1000 engenheiros em Portugal até ao final de 2020.