Depois de cinco anos de silêncio, Matilde Campilho tem um novo livro. O volume de poesia vai sair até ao final do ano, revelou ao Observador a editora da autora, a Tinta-da-China, sem adiantar, porém, mais pormenores.

Matilde Campilho tornou-se conhecida dos leitores portugueses quando, em maio 2014, foi publicado o seu primeiro livro de poesia. Lisboeta de nascença, reuniu em Jóquei poemas escritos em português do Brasil, com frases em inglês e até em italiano. Em prosa e outras vezes em verso, os textos falam de amor e da alegria das pequenas coisas.

Jóquei é um dos livros que integram a coleção de poesia da Tinta-da-China, coordenada por Pedro Mexia

A novidade do registo fez com que o livro se tornasse num sucesso de vendas (coisa estranha para um volume de poesia) e a primeira edição esgotasse rapidamente.

Em entrevista ao Observador um ano depois da publicação de Jóquei, Bárbara Bulhosa, editora da Tinta-da-China, admitiu que não estava à espera que Matilde Campilho se tornasse num fenómeno. “É daquelas autoras que tem uma originalidade enorme, e vai ser muito bom crescer com ela. Mas não foi nada esperado”, disse.