A Força Aérea anunciou esta segunda-feira que está a ajudar nas buscas por Rafael Sá, o atleta de Barcelos, de 23 anos, que desapareceu na tarde de domingo no rio Minho, durante uma prova de triatlo.

Nesse dia, uma aeronave Alouette III completou duas horas de voo e, esta segunda-feira, fez buscas na zona de operações das 8h até às 12h, informou a Força Aérea em comunicado oficial. O aparelho está a ser reabastecido e vai voltar a operar “em seguida”.

As causas do desaparecimento são ainda desconhecidas. O jovem participava na prova Triatlo da Amizade, que liga Tomiño (Galiza) a Cerveira (Minho). Os atletas teriam de fazer um percurso de 750 metros no rio Minho, a primeira parte da prova. Rafael Sá ter-se-á sentido mal no primeiro terço da prova de natação, pouco depois de sair da margem espanhola. O alerta foi dado pelas 15h45, segundo o Centro Distrital de Operações de Socorro de Viana do Castelo

“No primeiro terço da prova, o jovem deixou de ser visto a nadar. Os meios de socorro iniciaram de imediato as buscas, mas sem sucesso”, explicou, no domingo, o presidente da Câmara de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira.

O Correio da Manhã avançou esta segunda-feira que as autoridades vão investigar um poço com cerca de 27 metros de profundidade, onde suspeitam que o jovem atleta possa estar.

As autoridades espanholas também estão a participar nas buscas. Segundo o Jornal de Notícias, dois sonares de varrimento lateral das marinhas portuguesa e espanhola estão a ser utilizados para analisar o fundo do rio Minho. Há também barcos espanhóis e portugueses a percorrer as margens.

Artigo atualizado às 14h26