O Papa Francisco ficou preso este domingo, durante 25 minutos, num elevador no Vaticano, tendo sido retirado com a ajuda dos bombeiros.

“Quero pedir desculpa pelo atraso, fiquei preso no elevador por 25 minutos, houve uma quebra da energia e depois os bombeiros chegaram”, explicou.

De acordo com o Papa Francisco, o bloqueio do elevador foi causado por uma quebra na eletricidade.

O Papa indicou ainda que foi resgatado pelos bombeiros da Santa Sé, para quem pediu um aplauso das pessoas que se encontravam na praça, pouco tempo antes de anunciar que nomeou mais um padre português como Cardeal, o padre Tolentino Medonça.

Tolentino Medonça nomeado Cardeal