O elenco do filme “A Herdade”, do realizador Tiago Guedes, pisou a passadeira vermelha do Festival de Veneza na tarde desta quinta-feira. Da equipa que voou até Itália fazem parte os protagonistas Albano Jerónimo e Sandra Faleiro, bem como o realizador. Victoria Guerra também integrou a comitiva. A atriz de 30 anos regressou a esta competição de cinema depois de se ter estreado, em 2012, com o filme “As Linhas de Wellington”.

Horas antes, realizador e respetivo elenco marcaram presença numa apresentação do filme, da qual fez parte uma conferência de imprensa. As atrizes portuguesas exibiram visuais descontraídos, guardando os longos vestidos para o momento de percorrer a passadeira vermelha, já ao entardecer.

Victoria Guerra, Ana Vilela da Costa, João Vicente, Rodrigo Tomás, João Pedro Mamede, Tiago Guedes, Albano Jerónimo, Sandra Faleiro, Beatriz Brás e Miguel Borges, do elenco do filme “A Herdade”, na passadeira vermelha do festival © Theo Wargo/Getty Images

“A Herdade” está a concurso e o possível leão de ouro fez com que a equipa voasse em peso para Itália, incluindo o produtor Paulo Branco e a ministra da cultura Graça Fonseca. Na última quarta-feira, o incidente no Aeroporto de Lisboa apenas atrasou a viagem em algumas horas. Um dos motores do avião da TAP onde viajavam explodiu quando a aparelho se preparava para descolar.

Quanto ao prémio, o veredito do júri chegará apenas no próximo sábado. Para já, nomes como Albano Jerónimo, Sandra Faleiro (os protagonistas), João Pedro Mamede, Ana Vilela da Costa, Victoria Guerra, Beatriz Brás, Miguel Borges, Rodrigo Tomás, João Vicente e Tiago Guedes, o próprio realizador, assinalam a sua passagem pelo Palazzo del Cinema.

“É uma vitória o filme estar na competição, é a primeira longa-metragem portuguesa a chegar aqui em 14 anos. Já tive oportunidade de ver o filme e é um trabalho incrível e exemplar, com um elenco português de luxo”, afirmou a atriz Victoria Guerra em declarações ao Observador. Em “A Herdade”, filme rodado no ano passado, a atriz tem uma pequena participação.

“É um grande western lusitano, uma história muito portuguesa e de um Portugal que raramente é retratado”, acrescenta a atriz, que já tinha trabalhado com o realizador Tiago Guedes em 2013, na série da RTP “Odisseia”. Ainda este mês, o filme “A Herdade” será apresentado no Festival de Cinema de Toronto.