A Federação Distrital do PS de Coimbra utilizou uma fotografia com Marcelo Rebelo de Sousa num folheto de campanha eleitoral. A imagem foi difundida nas redes sociais pelo deputado do Partido Social Democrata (PSD) Cristóvão Norte. Ao lado de Marcelo Rebelo de Sousa surge Pedro Coimbra, presidente da Federação Distrital do Partido Socialista de Coimbra. O Presidente pediu já a retirada da fotografia e o PS assim fez, tendo mandado destruir o folheto e pedindo desculpa através da sua direção de campanha e de António Costa, secretário-geral do partido e primeiro-ministro, noticia a Agência Lusa.

O Presidente da República já reagiu. Ouvido pela Rádio Observador, afirmou: “Acabei de ditar para o sítio da Presidência da República uma coisa muito simples que é: o Presidente da República não autorizou, não autoriza nem autorizará nenhum candidato a utilizar a sua imagem em campanha eleitoral”. A nota já foi publicada no site da Presidência.

Como sabem, tiro fotografias com milhões de portugueses. Isso é uma coisa. Outra coisa é algum ou alguma desses portugueses candidatos utilizar isso para efeitos de campanha”, apontou.

Questionado sobre se espera que a fotografia em que aparece venha a ser retirada do folheto, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou: “Se defino essa posição, é evidente que isso significa que espero que seja retirada essa utilização abusiva da imagem do Presidente”.

Material retirado e destruído. Costa já terá pedido desculpa a Marcelo

O secretário-geral do PS pediu esta sexta-feira desculpa ao Presidente da República pela utilização da sua imagem em material de campanha eleitoral dos socialistas de Coimbra, que o partido já mandou retirar de circulação e destruir, avança a agência Lusa.

“A direção de campanha do PS já pediu desculpas ao Presidente da República e mandou retirar e destruir todo esse material de campanha. Posteriormente, o secretário-geral do PS também já falou com o Presidente da República a pedir desculpa pelo sucedido”, afirmou à Lusa fonte oficial deste partido.