As chuvas torrenciais que persistem em Espanha e já fizeram seis mortos obrigaram a centenas novas evacuações, afirmaram este domingo os serviços de socorro. No mesmo dia, um homem holandês de 66 anos foi arrastado pela corrente de água em Alicante e está desaparecido desde então, noticia esta segunda-feira a agência EFE, que adianta que as buscas continuam.

Dois parques de campismo na província de Alicante foram evacuados, um com 300 pessoas em Crevillente e outro em Guardamar, tal como uma freguesia do município de Almoradi, com 200 habitantes.

Segundo o Ministério do Interior, cerca de 3.500 pessoas foram obrigadas a deixar as suas casas por causa do mau tempo no sudeste de Espanha.

As chuvas recorde provocaram seis mortos, deixaram estradas e linhas ferroviárias intransitáveis e provocaram inundações nas regiões de Valência, Múrcia e Andaluzia.

A ministra espanhola da Defesa, Margarita Robles, disse aos jornalistas que “o perigo ainda não passou”, alertando para possíveis inundações devido à subida do nível do rio Segura.

Artigo atualizado às 8h40 desta segunda-feira com a informação de que há um homem de 66 anos desaparecido desde domingo