“Pelo teu futuro, pelo futuro da sua família”. “Não está na altura de dar esse passo?”. “Está na altura de construirmos pontes”. Estas são as frases, escritas em russo, que acompanham os anúncios que o FBI colocou no Facebook para localizar e recrutar espiões russos. Os anúncios, descobertos pela CNN no início desta semana, estão a ser difundidos na zona de Washington DC.

Um dos anúncios é acompanhado por uma fotografia de um banco de imagens onde se vê uma jovem na celebração de final de curso, com duas pessoas que serão os seus pais. Por cima da imagem, surge uma frase escrita em russo: “Pelo teu futuro, pelo futuro da sua família”. Outro mostra um tabuleiro de xadrez. “Não está na altura de dar esse passo?”, lê-se. Outro ainda é acompanhado por um desenho de um homem, de costas e debaixo de um chapéu de chuva, a caminhar numa ponte. No desenho, está escrito em russo: “Está na altura de construirmos pontes”.

Segundo a CNN, as frases em russo estão escritas de forma “desajeitada” e apresentam alguns erros ortográficos — o que pode indicar que não foram escritos por um falante nativo de russo. Os anúncios são sempre acompanhados pela mesma descrição, escrita pela página do Facebook do FBI :

O FBI obtém a melhor inteligência para combater ameaças através de informações fornecidas pelo público. Se tem alguma informação que pode ajudar o FBI, visite-nos”.

Uma vez que se clique nos anúncios, o utilizador do Facebook é redirecionado para o site do departamento de Washington do FBI, onde se encontra, com detalhes, informações sobre o trabalho da equipa de contra-inteligência, além de indicar uma morada. A página, que apresenta versões em inglês e em russo, termina o texto a pedir aos interessados que os visitam. “Visite-nos pessoalmente”, lê-se.

A CNN questionou o FBI sobre estes anúncios, mas o Departamento Federal de Investigação não quis tecer comentários ou sequer revelar se já houve interessados a responder. Uma fonte do FBI disse, no entanto, à CNN que estes anúncios começaram a circular no verão.

Não podemos comentar, exceto para apontar que a Rússia tem um grande número de agentes em instalações diplomáticas russas em todo o mundo. São muito ativos e um risco de segurança para os EUA e para os nossos aliados”, disse Alan E. Kohler Jr. agente responsável pela divisão de contra-inteligência em Washington, à CNN.

A mesma fonte adiantou que “o FBI usa uma variedade de meios para recolher informações, incluindo o uso de fontes de informação”, garantindo que o FBI “usará todos os meios legais disponíveis para localizar indivíduos com informações que possam ajudar a proteger os Estados Unidos”. “A Rússia tem sido uma ameaça de contra-inteligência para os Estados Unidos“, acrescentou.