O Windows Phone, o antigo sistema operativo da Microsoft para smartphones, pode ter acabado, mas a aposta em smartphones da gigante tecnológica norte-americana não. Esta quarta-feira, a empresa fundada por Bill Gates e Paul Allen anunciou o Surface Duo, um telemóvel com dois ecrãs que vai utilizar o Android — um software móvel detido por uma das suas principais concorrentes, a Google. No mesmo evento, foram também anunciados três novos portáteis da gama Surface, uns peculiares auriculares sem fios e um tablet também com dois ecrãs.

O novo smartphone da Microsoft vai chamar-se Surface Duo e tem dois ecrãs de 5,6 polegadas que podem ser movidos até 360 graus. Ou seja, quando o utilizador abre o smartphone, pode utilizar apenas um dos visores dobrando o segundo ecrã para a parte de trás do equipamento (como é possível ver no vídeo de apresentação).

À semelhança de outros dispositivos com dois ecrãs que têm sido anunciados, como o último smartphone da LG (o G8X), uma das principais vantagens para o utilizador vai ser poder utilizar duas aplicações ao mesmo tempo. O equipamento deve chegar ao mercado apenas no final de 2020.

Até 2017, a Microsoft vendia os equipamentos Lumia, que utilizavam o software Windows Phone. Contudo, devido à falta de utilizadores e aplicações, a empresa deixou de apostar neste software que competia com o Android e com o iOS, da Apple.

Portáteis híbridos que já têm design tradicional — para Surface — e uns e auriculares que têm um design peculiar

Na mesma altura em que vai disponibilizar o Surface Duo, a Microsoft quer também lançar outro dispositivo com dois ecrãs com design semelhante, mas mais potente. Chama-se Surface Neo e é uma espécie de computador portátil híbrido — que também funciona como tablet — e tem dois visores de 9 polegadas.

Quando estiver desdobrado o utilizador pode adicionar um pequeno teclado ao segundo ecrã para escrever de forma mais rápida. O equipamento vai utilizar o Windows 10X, um novo sistema operativo da empresa preparado para computadores com dois ecrãs.

Na mesma apresentação, a Microsoft divulgou ainda três novos portáteis Surface Pro — o 3, o 7 e o X — que mantém o design tradicional (o 3) e o aspeto híbrido (com um ecrã) que já tem sido mostrado nesta gama de computadores da empresa. E sim, estes mantém apenas um ecrã.

Por fim, ainda houve tempo para a Microsoft anunciar o “Surface Earbuds”, os auriculares sem fios com que quer concorrer com aparelhos semelhantes como o Airpods, da Apple, o Galaxy Buds, da Samsung, ou os Sony WF1000XM3, que têm sido líderes neste segmento.

Segundo a empresa, os Earbuds podem ser utilizados para controlar mecanismos do Office 365, que incluiu um conjunto de aplicações de produtividade da Microsoft, como o Word. O formato redondo achatado dos auriculares permite controlar através de toque algumas funções das aplicações.