Três agentes da Unidade de Intervenção da Polícia (UIP) estacionada em Barcelona, um outro agente da polícia e quatro manifestantes foram feridos em incidentes ocorridos esta noite na capital catalã, foi hoje anunciado.

Os incidentes ocorreram na Via Laietana, em Barcelona, onde os denominados Comités de Defesa da República (CDR) convocaram uma concentração em frente à sede da polícia, indicou a agência Efe.

A polícia catalã indicou através da rede social Twitter que foram lançadas garrafas de vidro e outros objetos contra um cordão de segurança estabelecido pela força de intervenção na Via Laietana.

Pelo menos quatro manifestantes ficaram também feridos esta noite, em resultado da resposta violenta da polícia e do lançamento de objetos pelos manifestantes.

O Sistema de Emergência Médica (SEM) indicou que os seus serviços trataram quatro pessoas feridas, das quais duas receberam alta “in situ”. Um dos feridos foi transferido para um centro de saúde, onde se encontra a receber tratamentos.

Segundo a Guarda Urbana de Barcelona, cerca de 350 mil pessoas manifestaram-se esta tarde em Barcelona sob o lema “Liberdade” para protestarem contra a sentença de prisão do Supremo Tribunal espanhol, no passado dia 14, para nove líderes independentistas.

A manifestação, convocada pela Assembleia Nacional Catalã (ANC), Òmnium Cultural e um grande grupo de entidades da sociedade civil e culturais, encheu a avenida da Marina de Barcelona, de acordo com a agência Efe.

As entidades organizadoras do protesto afirmaram que continuarão a liderar mobilizações “pacíficas, transversais e inclusivas”, e pediram às instituições catalãs e espanholas “propostas políticas” que respondam ao “clamor das ruas”.