O ministro do Ambiente avançou esta segunda-feira “não haver condições” para reabrir em segurança a estrada entre Borba e Vila Viçosa, onde há um ano ocorreu um deslizamento de terras junto a pedreiras, que causou cinco mortos.

“Não há forma de poder abrir aquela estrada”, disse João Pedro Matos Fernandes, garantindo não se tratar de “falta de vontade política”, mas sim de “uma questão de segurança”.

O mais provável é que se faça o desmonte de alguns blocos que se encontram naquela zona do que o contrário, completou o ministro.

O ministro do Ambiente e da Ação Climática falava na sessão de apresentação sobre a execução do Plano de Intervenção nas Pedreiras em Situação Crítica, que decorreu no Ministério do Ambiente, em Lisboa.