Já começaram a chegar aos 49 centros que a Tesla possui na China as primeiras unidades do Model 3 fabricadas nos arredores de Xangai, na Gigafactory 3. Segundo a CNN, os test drives em unidades de produção local já foram iniciados. Estes veículos, face aos importados a partir dos EUA, apresentam algumas diferenças a nível das baterias, mas são apenas 2% mais baratos. Isto apesar de a própria Tesla ter afirmado que o Model 3 é 65% mais barato de produzir na China do que na Califórnia.

A decisão de montar uma nova fábrica na China, nos arredores de Xangai, foi uma decisão da Tesla que se viu rodeada de boas surpresas. Primeiro, enquanto todos os outros construtores estrangeiros são obrigados a ter um sócio local, com pelo menos 51% do capital (que normalmente está associado ao Estado), à Tesla foi permitido deter a propriedade total das instalações. Como se isto não bastasse, o próprio Estado envolveu-se directamente no projecto, garantindo que a Gigafactory seria construída em apenas 10 meses, o que foi integralmente cumprido, uma vez que a primeira pedra foi lançada em Janeiro e as duas últimas semanas foram passadas a aguardar as necessárias autorizações para iniciar a comercialização dos veículos ali produzidos.

Mais interessante ainda, especialmente para a Tesla, é o facto de o Model 3 chinês ser vendido por 355.800 yuan, cerca de 46.014€, ou seja, apenas 2% abaixo do valor pelo qual eram vendidos os Model 3 importados da Califórnia. Isto significa que não só o construtor americano se livra das ameaças relativas às guerras comerciais EUA-China e ao incremento das taxas que daí poderiam advir, como não tem de suportar o transporte e ainda beneficia do menor custo do trabalho na China, o que contribui para a produção local ser 65% mais barata do que a americana.

Acresce que os Model 3 que saem da Gigafactory 3 não recorrem às mesmas baterias utilizadas nas fábricas americanas e reconhecidas como as melhores do mercado em eficiência. Em vez delas, a Tesla produz os seus packs com células fornecidas pela chinesa Catl e pela sul-coreana LG Chem.

A Gigafactory já está a fabricar 1.000 Model 3 por semana, ritmo que se manterá até ao final do ano, para depois avançar para 150.000 unidades do modelo durante um ano completo. O volume de produção crescerá para 500.000 com a chegada do Model Y, que promete ser o modelo com maior procura do fabricante de Palo Alto.