A Austrália voltou a bater recorde do dia mais quente esta quarta-feira, com uma temperatura média de 41.9 graus Celsius, superando o valor atingido na terça-feira por um grau. Um dia depois, o país volta a lidar com os incêndios que, só esta época, já mataram seis pessoas e destruíram mais de 700 casas, tendo sido declarado o estado de emergência em New South Wales, onde se localiza a capital Sydney.

Segundo a imprensa local, Sydney tem estado, durante a manhã desta quinta-feira, coberta por fumo tão denso proveniente dos incêndios que a circundam que antes das 9h da manhã de Portugal este já era visível nos radares do Departamento de Meteorologia.

Neste momento, a maior preocupação das autoridades são os dois grandes fogos em New South Wales e Gospers Mountain. Enquanto isto, escreve a CNN, os bombeiros estão a lutar contra 97 fogos ativos em todo o país, estando ainda 50 por controlar. No combate aos fogos foram destacados 1.700 bombeiros só em New South Wales.

As autoridades alertaram para o facto de a combinação de temperaturas elevadas com os ventos fortes poder vir a aumentar a dimensão dos incêndios e a facilitar a sua dispersão.

[Estado de emergência declarado na Austrália:]

O estado de emergência vai durar sete dias e, segundo a declaração publicada no site do governo, garante “poderes extraordinários” aos bombeiros, que poderão alocar recursos do governo, dirigir-se a agências governamentais para ajuda ao combate, fechar estradas e evacuar casas, se necessário.

Segundo a mesma declaração, a primeira-ministra do estado de New South Wales, Gladys Berejiklian, “declarou que esta medida será vital para salvar as comunidades, uma vez que esta tem sido a época mais devastadora desde que há memória”, disse.

A qualidade do ar, ainda que não esteja num nível tão preocupante como no dia 9 de dezembro, foi considerada, segundo a imprensa local, “perigosa”, estando a preocupar os habitantes, que têm acompanhado a evolução da densidade do ar nos últimos dias no Twitter, com a hashtag #SydneySmoke. Veja algumas das imagens do que está acontecer na Austrália nestas publicações: