Depois do nascimento do Festival Fico em Casa, que propõe 78 concertos transmitidos “online” e a partir de casa dados por alguns dos maiores nomes da música portuguesa (ao longo desta semana), vem aí mais uma iniciativa com concertos caseiros transmitidos em direto. Chama-se “Play it Safe, Stay Home” e incluirá atuações caseiras disponibilizadas em streaming de artistas nacionais como Luca Argel, Noiserv, Surma, Labaq — que está atualmente em Itália —, Samuel Úria, Alex d’Alva Teixeira e a banda Whales.

A iniciativa foi anunciada esta quarta-feira. Em comunicado enviado ao Observador, os promotores da iniciativa referem que “devido à pandemia de Covid-19”, os “eventos sociais e ajuntamentos no geral são cada vez menos aconselhados pelas autoridades, tendo grande parte dos eventos culturais sido cancelados Europa fora”. Além de outros setores de negócio, a propagação do surto também afeta “as indústrias culturais e os músicos, artistas e editoras”, lembram os promotores.

Foi “à luz destes factos” que o serviço de música ao vivo por subscrição Gig Club “decidiu passar a sua atividade para uma plataforma online, a Gig Club Radio, onde assegurará uma seleção de música nova e curada [programada] para todo o mundo”. É nesta nova Gig Club Radio que serão transmitidos os concertos por live stream da série “Play it Safe, stay home”, que em português significa “Protejam-se, fiquem em casa”. Além dos concertos “online”, existirão ainda “programas autorais” e uma “playlist”, ou seleção musical, programada pela equipa Gig Club.

Que concertos, a que dias e a que horas?

A série de concertos em streaming, a que pode aceder aqui, “estender-se-á por um período inicial de um mês”. As atuações começam este sábado, 21 de março, que é também dia mundial da poesia, com um concerto caseiro de Homem em Catarse a partir das 21h30.

Seguem-se concertos de Luca Argel e Noiserv (dom., 22/3, a partir das 21h30 e 22h30, respetivamente), Grutera e Surma (5,ª, 26/3, respetivamente a partir das 22h e 23h), Labaq e Samuel Úria (6ª, 27/3, respetivamente a partir das 22h e 23h) e Alex d’Alva Teixeira e Whales (sáb., 28/3, a partir das 22h e 23h respetivamente). Os concertos de abril ainda não são conhecidos.

Além das transmissões de concertos caseiros e das playlists que poderão ser ouvidas em direto no site da Gig Club Radio, nos próximos dias poderá ainda assistir a uma seleção de DJing por Hugo Ferreira, da editora Omnichord Records (sáb., 21/3, às 18h) e um programa autoral de Valter Lobo (sáb., 21/3, às 22h30), por exemplo.

Na página da iniciativa, há uma secção dedicada à “Agenda” que detalha dias e horas de todos os programas e atuações que serão transmitidos em direto nos próximos dias

A programação deverá estender-se nos próximos dias. Primeiro, porque a Gig Club avança estar a “aceitar candidaturas de artistas que se queiram juntar ao ‘Play it Safe, stay home” e de “DJs, curadores ou autores de programas de rádio que queiram participar da programação”. Depois, porque há mais artistas com participação já confirmada mas ainda sem especificação de horário e tipo de envolvimento, como as bandas Best Youth, Tape Junk, Golden Slumbers, First Breath After Coma e Cassete Pirata, os cantores e compositor Filipe Sambado, Luís Severo, The Legendary Tigerman, Old Jerusalem e LEFT, as cantoras e compositoras Joana Espadinha, MONDAY e Lince e o músico jazz João Mortágua, entre outros.

O serviço de transmissões — de programas autorais, playlists e concertos caseiros — é gratuito, mas no site oficial da série de concertos Play it safe, stay hom e é lançado um apelo aos ouvintes: “Não se esqueçam de apoiar os artistas doando dinehiro pelas suas performances e comprando a sua música”.

No comunicado enviado à imprensa, os promotores adiantam ainda que “durante as transmissões serão solicitados donativos” e será feito “um apelo à compra de discos, assegurando que as receitas reverterão na sua totalidade para os artistas”.