Itália manteve esta quarta-feira a tendência decrescente dos últimos dias no que toca ao aumento diário de vítimas mortais. Nas últimas 24 horas, registaram-se 542 novas mortes em território italiano, um aumento percentual de 3,2% que é inferior aos 3,7% da véspera. Ainda assim, os novos casos voltaram a subir ligeiramente (mais 2,8%, sendo que o número anterior ficava nos 2,3%), com o acréscimo bruto a ser de 3.836.

Outro indicador que também parece estar a alcançar números mais positivos em Itália é o dos casos recuperados: são agora 26.491 a nível global, mais 2.099 do que esta terça-feira, um aumento diário recorde que representa uma subida de 8,6%. Em números totais, Itália já confirmou 139.422 casos de coronavírus — sendo que, e retirando recuperados e pessoas que acabaram por morrer, são 95.262 os atuais positivos. O número total de vítimas mortais desde o início da pandemia está agora nos 26.491. 28.485 pessoas estão hospitalizadas, sendo que 3.693 estão internadas em unidades de cuidados intensivos (um número que tem vindo a descer nos últimos três dias, caindo esta quarta-feira 2,6%). 63.084 pessoas estão a recuperar da Covid-19 em casa.

Ainda que a região mais fustigada pela pandemia continua a ser a Lombardia, com mais de 53 mil casos confirmados, são agora outras as zonas de Itália que mais crescem: Trento, também no norte do país, é a única região a subir mais de 5% em novos casos, sendo que Puglia, cuja capital é Bari, está apenas ligeiramente abaixo dessa percentagem.

Na Lombardia, quem não usa máscara na rua vai ser multado em 400 euros

De recordar que a Lombardia decidiu esta semana passar a multar todas as pessoas que saiam à rua sem máscara ou equivalentes com o mesmo propósito, como cachecóis a tapar a boca e o nariz. A medida regional, anunciada no passado domingo pelo líder da Lombardia, Attilio Fontana, tem o objetivo de engrossar a travagem da propagação do vírus.

“As máscaras resolvem o problema a 100%, os cachecóis a 30-40%, mas mais vale isso do que nada”, disse Fontana à rádio italiana Radio Padania. Por agora, a medida vai estar em vigor até dia 13 de abril, data até onde está previsto prolongar-se a quarentena nacional decretada pelo governo italiano, e prevê multas no valor de 400 euros.