Thuan Pham, o diretor de tecnologia da Uber, saiu da empresa de mobilidade, escreve o The Verge. Pham, que se tinha juntado à Uber em 2013, era o executivo que estava há mais tempo na empresa. A notícia da saída do diretor de tecnologia tinha sido avançada pelo The Information que também adiantava que a empresa está a planear um lay-off para 20% dos funcionários.

Contactada pelo Observador sobre esta questão, a Uber Portugal não prestou comentários. Contudo, o The Verge cita um porta-voz internacional da empresa, que afirma: “Como seria de esperar, a empresa está a analisar todos os cenários possíveis para garantir que chegamos ao outro lado da crise numa posição mais forte do que nunca“.

As notícias de um possível lay-off surgem numa altura em que a empresa, à semelhança de outros negócios devido à pandemia do novo coronavírus, enfrenta grandes dificuldades financeiras. Dara Khosrowshahi, o atual presidente executivo da empresa, já afirmou que as receitas brutas, pelo menos nos EUA, desceram mais de 70%, e que o aumento de pedidos pelo UberEats, o serviço de entrega de comida da Uber, não compensa as perdas que se fizeram sentir.

Como a vida do “implacável” CEO da Uber se tornou num Karma Police de 68 mil milhões

Contudo, quanto ao lay-off, para já, ainda nada estará ainda decidido a 100%. A ser anunciada uma decisão, será divulgado por etapas durante as próximas semanas. Se a empresa avançar com este plano de lay-off, pode ter de despedir até 5.400 funcionários, diz também o The Information.

Pham estava na Uber desde o tempos do fundador e antigo presidente executivo Travis Kalanick.O engenheiro informático, natural do Vietname, obteve nacionalidade americana devido a um programa de asilo para refugiados que o levou a si e à família para os EUA. Pham conseguiu obter um mestrado em ciência informáticas na Massachusetts Institute of Technology (MIT), trabalhou na Hewlett Packard (HP) e, em 2013, foi contratado pessoalmente por Kalanick que ficou cativado pelas competências do programador.

“Embora o trabalho nunca esteja concluído, sinto-me à vontade para pendurar o chapéu no momento em que a equipa de engenharia da Uber está no pico da produtividade, criámos um robusto sistema com escala e estabilidade do sistema e estamos bem preparados para enfrentar o futuro”, afirmou Pham num comunicado sobre a saída da Uber. Além disso, refere ainda que “este foi um ofício de amor para mim e estou muito orgulhoso do que fizemos como equipa”.

Dese março, as ações da Uber chegaram a cair mais de 50% devido às preocupações com do impacto que a pandemia de Covid-19 está a ter na economia. A Uber esperava começar a ter lucros a partir do final deste ano.