A Talkdesk, empresa portuguesa de software na nuvem para centros de contacto, lançou a 28 de abril o primeiro marketplace de talento focado exclusivamente no atendimento ao cliente. Agora, a empresa revela que “em apenas 10 dias úteis desde o seu lançamento” recebeu candidaturas de “10 mil pessoas prontas a integrarem os contact centers [call centers] das empresas”

O Talkdesk CXTalent nasceu como uma medida para quem está à procura de uma oportunidade de trabalho remoto na área, incluindo quem teve de entrar em processos de layoff ou até perdido o emprego. Ao mesmo tempo, este “marketplace de talento”, quis ajudar as empresas que precisem de reforçar as suas operações de atendimento ao cliente de forma pontual devido aos efeitos da pandemia.

Talkdesk vai ligar desempregados e freelancers a empresas que precisam de reforçar call centers

A ideia de uma plataforma de emprego digital já estava a ser trabalhada antes do contexto da pandemia, contou na altura explica ao Observador Marco Costa, diretor-geral da Talkdesk para a região da Europa, Médio Oriente, África e Ásia. Contudo, rapidamente e devido ao contexto da pandemia, este projeto já conta com: “Mais de 9 mil agentes de contact center; acima de mil profissionais com experiência de supervisão; e suporta línguas como o Português, Inglês, Francês, Espanhol Alemão, Italiano, Grego e Russo”, diz a empresa.

No mesmo comunicado, a empresa afirma que a iniciativa de formação gratuita Talkdesk Academy, outro projeto da empresa também lançado recentemente, “recebeu milhares de inscritos”. De acordo com Tiago Paiva, presidente executivo da Talkdesk, “a combinação da Talkdesk Academy com o CX Talent oferece soluções tanto para as pessoas cujo emprego foi impactado pela COVID-19, como para os negócios nos quais a procura de apoio tem excedido a capacidade da força de trabalho existente.”

Talkdesk vai ligar desempregados e freelancers a empresas que precisam de reforçar call centers

A Talkdesk CXTalent não está limitada a clientes da Talkdesk, apesar de o esforço de chegar às empresas ser mais focado nos atuais clientes. O registo na plataforma e as certificações são gratuitas, sendo cobrada uma comissão quando os trabalhos são efetuados.

Fundada em 2011 por Tiago Paiva e Cristina Fonseca, a Talkdesk é o terceiro unicórnio português (empresas que valem mais de mil milhões de dólares). A startup conta atualmente com mais de 1.800 clientes em mais de 75 países, tendo em Portugal mais de 680 colaboradores, num universo que ultrapassa os mil funcionários.