Um homem foi detido por ser suspeito de um assalto na Baixa de Lisboa, que terá cometido depois de ter sido libertado na sequência do perdão concedido a alguns reclusos no âmbito da pandemia, anunciou esta sexta-feira a PSP.

Em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP, através da Divisão de Investigação Criminal, refere que a detenção ocorreu na quarta-feira, após a denúncia de “um roubo violento”. De acordo com o Cometlis, o homem de 39 anos é suspeito da prática do crime de roubo de um telemóvel, no valor de 1.100 euros, por via de agressões.

Através do testemunho da vítima, o suspeito acabou detido “poucas horas depois de ter cometido” o roubo.

Com antecedentes criminais, sobretudo no quadro de crimes violentos contra o património, o homem havia sido recentemente libertado de uma pena de prisão efetiva, inferior a dois anos de prisão, no âmbito da libertação de reclusos por causa da pandemia da Covid-19.

A PSP acrescenta que o suspeito teria passado a cumprir a pena de prisão efetiva algumas semanas antes da entrada em vigor do diploma, após ter estado em prisão preventiva. O detido cumpriu pena de prisão preventiva resultante uma outra investigação das autoridades policiais por 30 crimes contra o património, destacando-se oito crimes de roubo.

O homem foi presente a primeiro interrogatório, tendo ficado em prisão preventiva.