A Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD) do Centro Hospitalar do Oeste prestou cuidados de saúde no domicílio a 285 doentes, libertando 3.022 dias de internamento convencional no hospital, divulgou esta quinta-feira  o Centro Hospitalar do Oeste (CHO).

Num balanço do primeiro ano de atividade da unidade que iniciou a atividade em 3 de junho de 2019, o CHO especificou que, dos 285 doentes assistidos no domicílio, 49% eram do género feminino e 51% do género masculino. A média de idades foi de 70 anos, tendo o doente mais jovem 18 anos e o mais idoso 102 anos.

Em comunicado, o CHO revelou que no universo de doentes que usufruíram do apoio das equipas de Hospitalização Domiciliária, 99% consideraram-se “muito satisfeitos” e 1% disse-se “satisfeito”.

O mesmo documento refere que o serviço registou uma demora média de 10,6 dias no internamento e que as equipas da UHD percorreram um total de 90.849 quilómetros pelos concelhos da área de influência dos três hospitais que integram a instituição: Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche.

A Unidade de Hospitalização Domiciliária do Centro Hospitalar do Oeste, devido às suas especificidades geográficas, tem em funcionamento duas equipas, uma na Unidade Hospitalar de Caldas da Rainha e outra na Unidade Hospitalar de Torres Vedras.

As equipas são constituídas por médicos, enfermeiros, uma assistente técnica, uma gestora, uma assistente social, uma farmacêutica, e uma nutricionista.

Cada uma tem a cargo uma lotação de cinco camas, traduzindo-se numa lotação total de 10 camas, numa área de influência que se estende entre Mafra e a freguesia de Benedita, no concelho de Alcobaça.

No balanço enviado à imprensa, o Conselho de Administração (CA) do CHO considera que os “resultados positivos” do primeiro ano de atividade assistencial “reforçam a relevância deste projeto na prestação de cuidados de saúde de qualidade e de proximidade aos utentes da região Oeste”.

A Unidade de Hospitalização Domiciliária do Centro Hospitalar do Oeste contou durante este período com a oferta de duas viaturas, por parte de uma instituição bancária, e de equipamentos para a prestação de cuidados aos doentes, por parte da câmara de Torres Vedras.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais de Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra.