O novo Ford Bronco é um dos modelos mais ansiosamente aguardados pelos fãs do cavalo selvagem (assim é a definição de Bronco em inglês), mas essa legião de entusiastas vai ter de esperar mais uns dias do que o previamente anunciado, devido a uma falha “não intencional” no agendamento da apresentação da nova geração. Era suposto a revelação acontecer no próximo dia 9 de Julho, dias depois das celebrações do 4 de Julho (uma das festividades mais importantes nos EUA), mas agora volta a ser adiada: será a 13 de Julho. O problema, desta vez, reside no burburinho que está por detrás do adiamento.

Fosse por distracção ou simplesmente uma mera (e infeliz) coincidência, a revelação do novo Bronco trouxe à memória o Bronco branco em que O.J. Simpson protagonizou uma das perseguições policiais mais mediáticas de sempre. Isto porque 9 de Julho é, também, o dia de aniversário da antiga estrela de futebol americano, que em 1994 se viu envolvido num processo judicial que viria a ficar conhecido como “o julgamento do século” e que abalou o mundo, especialmente os americanos, com as imagens em directo da fuga.

O.J. Simpson seguia à frente, no tal Ford Bronco branco, com as autoridades policiais no encalço. E o dispositivo à volta da operação impressionava, pois não só o atleta era perseguido por dezenas de carros da polícia, como até no ar os helicópteros acompanhavam os movimentos do suspeito. Essas recordações reavivaram-se agora com a apresentação da nova geração do Bronco, com as redes sociais a fazer a ligação e a reagir de imediato. Depois, como se isso não bastasse, alguém reparou noutra estranha coincidência: a Ford comunicou a data (9 de Julho) a 13 de Junho. Ora, foi também a 13 de Junho que a ex-mulher de Simpson, Nicole Brown, e o seu amigo Ron Goldman foram assassinados – crime de que O.J. Simpson foi acusado e absolvido depois de um longo e mediático julgamento.

Face a estas coincidências, que a Ford alega não terem sido propositadas, a marca da oval decidiu vir a público explicar que tudo não passou de um deslize involuntário. O vice-presidente da Comunicação da Ford, Mark Truby, usou o Twitter para acalmar os ânimos e anunciar a nova data:

A sexta geração do SUV da oval azul foi anunciada em 2017, embora já há muito se falasse no retorno do mítico modelo. Desde então, a curiosidade em torno do eterno rival do Wrangler tem registado um crescendo, à conta de declarações dos responsáveis da marca, mas também com projecções de como será o novo Bronco, fotos de protótipos de desenvolvimento e “fugas” de imagens. O plano da marca passava por fazer a revelação no Salão de Nova Iorque, mas a pandemia atirou o tão aguardado momento mais para a frente. Agora, a indesejável bronca com as datas leva a novo atraso.

A avaliar pelas declarações do chief operating officer da Ford, Jim Farley, a espera valerá a pena, pois o novo Bronco “será muito superior ao Jeep Wrangler”, que é tão só uma referência pelas suas aptidões no todo-o-terreno. Resta aguardar.