Depois da melhor classificação de sempre, que permitiu que saísse pela primeira vez no quinto lugar da grelha, o Grande Prémio da Andaluzia tornou-se um pesadelo para Miguel Oliveira, que sofreu um toque na roda traseira de Brad Binder e caiu para não mais voltar logo na primeira curva. No entanto, o piloto português regressou às pistas da melhor forma e, na Rep. Checa, fez o terceiro melhor tempo do dia na segunda sessão de treinos livres.

Um sonho de qualificação, um pesadelo de corrida: Brad Binder atira Miguel Oliveira ao chão na primeira curva

Numa manhã onde ficou confirmada a ausência de Pecco Bagnaia por lesão no joelho da corrida de domingo (a de Marc Márquez, que foi novamente operado à fratura no úmero depois de um acidente doméstico quando estava a abrir a janela), o Falcão conseguiu a marca de 1.56,550, a 48 milésimos de segundo do mais rápido em pista, o líder do Mundial Fabio Quartararo (1.56,502), e a 41 milésimos de Fabio Morbidelli (1.56,509). Johann Zarco, Maverick Viñales e Joan Mir, todos pilotos que rodaram dento do 1.56 como os três melhores do dia. De manhã, Miguel Oliveira não tinha ido além do 17.º tempo entre todos os pilotos (1.58,161).

Olhando para os resultados da KTM, entre conjunto principal e Tech3, Pol Espargaró ficou com o oitavo melhor tempo dos treinos livres com 1.57,059, a quase meio segundo de Miguel Oliveira, ao passo que Brad Binder não foi além do 11.º melhor registo com 1.57,279. Iker Lecuona ficou a penúltima marca, de 1.58,378.

Miguel Oliveira faz (mais) história no MotoGP e consegue melhor qualificação de sempre… no dia em que tinha casamento marcado

A qualificação para o Grande Prémio da Rep. Checa realiza-se este sábado, com o português a partir com legítimas esperanças de ocupar mais uma vez um dos dez primeiros lugares da grelha depois da volta canhão que lhe valeu a melhor saída de sempre da quinta posição do Grande Prémio da Andaluzia (antes, o melhor registo em termos de qualificação tinha sido um 13.º lugar). Miguel Oliveira, que terminou em oitavo em Espanha e foi obrigado a desistir na Andaluzia, ocupa nesta altura o 13.º posto da classificação no Mundial de MotoGP.

Miguel Oliveira com estreia de sonho: salta do 17.º para o oitavo lugar, ultrapassa Rossi e iguala melhor resultado de sempre no MotoGP