Não era um assunto propriamente novo mas nunca teve muitos avanços. Dizia-se que “talvez”, nos bastidores era um “sim”, em público “não”. Agora, é oficial: as federações de Portugal e Espanha assinaram esta quarta-feira um protocolo tendo em vista uma candidatura conjunta à organização do Campeonato do Mundo de 2030.

A matemática de um particular: 2500 adeptos, duas traves, cinco defesas, zero golos (a crónica do Portugal-Espanha)

“A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) celebrou, esta quarta-feira, no Estádio José Alvalade, a assinatura de um protocolo de colaboração com a Federação Espanhola de Futebol (RFEF), numa cerimónia que contou com a presença de Fernando Gomes, Presidente da FPF, e Luis Rubiales, responsável máximo da RFEF”, anunciou o órgão federativo, num comunicado tornado público durante o particular entre as duas seleções.

“O encontro entre presidentes decorreu em Alvalade, antes do jogo de preparação entre Portugal e Espanha, e veio reforçar a união de forças para impulsionar a candidatura conjunta à organização do Mundial’2030, estabelecendo estratégias comuns e plataformas de cooperação a nível técnico e de organização de eventos desportivos. As duas federações prometem unir esforços também em diversas áreas, tais como responsabilidade social e na troca de experiências e conhecimentos”, acrescentou a mesma missiva. O jornal espanhol Marca avançou também com a informação que a candidatura conta com o apoio dos primeiro-ministros António Costa e Pedro Sánchez.

António Costa anuncia nova autoestrada. “Bragança vai passar a ser a cidade mais próxima de Madrid”

De recordar que Marrocos foi o primeiro país a apresentar a intenção de avançar com uma candidatura, depois de não ter sido o eleito para o Mundial de 2026. Seguiu-se a proposta conjunta sul-americana, juntando Uruguai, Chile, Argentina e Paraguai, e um esboço de outra candidatura europeia que juntaria Bulgária, Grécia, Roménia e Sérvia. A possibilidade de haver um projeto da China para este Campeonato do Mundo chegou também a ser ventilada mas não avançou e tudo aponta para que a Ásia não esteja representada nesta corrida.

A organização do Campeonato do Mundo de 2030 será conhecida no próximo Congresso da FIFA, em 2024, onde ficará também confirmada a participação de 48 equipas (mais 16 do que as habituais 32). Antes, o Qatar recebe o Mundial de 2022, ao passo que EUA, Canadá e México ficarão com o Mundial de 2026.