318kWh poupados com o
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo MEO

Veja as melhores ofertas de telecomunicações aqui.

Contas do Santuário de Fátima. "Estamos todos de acordo que as coisas devem ser claras", diz porta-voz dos bispos

Este artigo tem mais de 6 meses

Aos jornalistas, em Fátima, o porta-voz da Conferência Episcopal disse que deve haver e transparência na prestação de contas das instituições religiosas. As de Fátima não são reveladas há 15 anos.

O padre Manuel Barbosa falou aos jornalistas na tarde desta segunda-feira em Fátima
i

O padre Manuel Barbosa falou aos jornalistas na tarde desta segunda-feira em Fátima

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

O padre Manuel Barbosa falou aos jornalistas na tarde desta segunda-feira em Fátima

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

O porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa, padre Manuel Barbosa, disse esta segunda-feira em Fátima que deve haver clareza e transparência nas contas do Santuário de Fátima, remetendo a decisão sobre a sua divulgação ou não para o Conselho Nacional, reunido por estes dias naquela cidade.

Estamos todos de acordo que as coisas devem ser claras“, disse Manuel Barbosa num encontro com a imprensa após uma reunião do Conselho Permanente, órgão dirigente da CEP, que decorreu na manhã desta segunda-feira em Fátima.

O porta-voz dos bispos portugueses foi questionado várias vezes sobre a decisão do Santuário de Fátima de não divulgar as contas desde 2005, embora a lei interna da Igreja a isso obrigue, mas optou sempre por remeter a decisão para o Conselho Nacional do Santuário — que é, na verdade, um organismo da Conferência Episcopal.

O que escondem as contas do Santuário de Fátima?

Nos últimos dias, têm surgido informações contraditórias sobre quem deve tomar a decisão de divulgar ou não as contas do Santuário. O reitor da instituição, padre Carlos Cabecinhas, remeteu recentemente a responsabilidade para os bispos a nível nacional. “Quando o conselho nacional decidir tornar públicas as contas, serei o primeiro a fazer-me porta-voz“, disse o reitor numa entrevista ao Expresso.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta semana, numa entrevista ao mesmo jornal, o presidente da Conferência Episcopal, D. José Ornelas (bispo de Setúbal), disse que a decisão na verdade é do Santuário. “Se o Santuário está disposto a isso, tem todo o meu apoio“, disse o bispo, deixando incertezas sobre quem tem o poder de tomar essa decisão.

O Conselho Nacional é composto pelo presidente da CEP, pelo reitor do Santuário de Fátima, pelo bispo de Leiria-Fátima e pelos três arcebispos portugueses (Évora, Braga e Lisboa).

Certo é que, por estes dias, estes seis elementos deverão reunir-se em Fátima para debater, entre outros assuntos, as contas da instituição. “Estarão reunidos para tomar decisões sobre o Santuário de Fátima e também sobre essa questão”, disse o padre Manuel Barbosa esta tarde.

O padre Manuel Barbosa defende transparência e clareza na prestação de contas das instituições religiosas

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

“Estão reunidos, ou vão reunir, e depois darão nota da sua reunião. Não posso avançar o que eles estão a decidir neste momento”, acrescentou o porta-voz, salientando que os bispos aproveitam a presença em Fátima nas celebrações do 13 de outubro para se reunirem.

Questionado sobre qual o posicionamento da Conferência Episcopal sobre o assunto — uma vez que o Conselho Nacional é um organismo da CEP, através do qual os bispos tutelam o santuário —, Manuel Barbosa afirmou que “vai na linha do que o presidente disse: que haja transparência, que já há.”

“O facto de não apresentar não quer dizer que não haja transparência. O Conselho Nacional o dirá”, acrescentou Manuel Barbosa.

O Conselho Permanente da Conferência Episcopal reuniu-se esta segunda-feira em Fátima a propósito das celebrações do 12 e 13 de Outubro, que devido à pandemia da Covid-19 se realizam com a presença de apenas seis mil peregrinos, dispersos pelo recinto do Santuário de Fátima com recurso a círculos desenhados no piso.

A página está a demorar muito tempo.