O ministro do Planeamento, Nelson de Souza, está infetado com a Covid-19, confirmou o Governo em comunicado. O governante encontrava-se em isolamento profilático desde o último sábado, depois de o seu secretário de Estado, Ricardo Pinheiro, também ter sido diagnosticado com a infeção.

De acordo com o comunicado enviado pelo Ministério do Planeamento, o vírus foi identificado no secretário de Estado Ricardo Pinheiro na tarde do último sábado. Depois de conhecido aquele resultado, “o Ministro do Planeamento foi submetido a teste, nesse mesmo dia à noite, tendo obtido resultado negativo”.

“Apesar deste resultado negativo, o Ministro do Planeamento decidiu manter-se em isolamento profilático, adotando o regime de teletrabalho integral durante a corrente semana e abdicando de qualquer atividade exterior”, assinala ainda a nota do Governo.

“Ontem [quarta-feira] à noite, tendo apresentado sintomas ligeiros de doença compatíveis com a Covid-19, o Ministro do Planeamento submeteu-se a novo teste, que, desta vez, deu resultado positivo“, sublinha o ministério, adiantando que Nelson de Souza vai permanecer “em isolamento por doença, de acordo com a prescrição e os procedimentos determinados pela Direção Geral da Saúde”.

De acordo com uma notícia publicada na quarta-feira pelo Correio da Manhã, Ricardo Pinheiro realizou o teste à Covid-19 em Elvas, uma vez que no fim-de-semana passado se encontrava na residência da família, em Campo Maior, a celebrar o aniversário da mulher.

Segundo esclarecimentos prestados pelo ministério àquele jornal, Ricardo Pinheiro não violou as normas em vigor. Quando viajou de Lisboa para Campo Maior não tinha “quaisquer sintomas de saúde“. Só quando exibiu sintomas, no sábado, é que foi testado, em Elvas, tendo o resultado sido conhecido durante a tarde desse dia. Na sequência desse resultado, também o seu motorista foi testado — e também deu positivo.

O secretário de Estado “não tem conhecimento de ter tido qualquer contacto de risco, desconhecendo a origem do contágio”, dizia ainda o Ministério. “Como tal, não contrariou qualquer medida sanitária em vigor, mantendo-se em isolamento na sua residência desde que regressou da instituição de saúde onde fez o teste. Está assintomático e a exercer as suas funções a partir da residência“, acrescentou o Governo.

A notícia do Correio da Manhã dava conta de que o governante foi visto em cafés e outros locais públicos de Campo Maior — de que foi presidente de Câmara antes da sua eleição como deputado em 2019 — na sexta-feira e no sábado.