A plataforma israelita de investimentos OurCrowd vai começar a operar em Portugal através de uma parceria com a sociedade portuguesa de capital de risco Underrock Investments. A partir desta quarta-feira, os investidores e as startups portuguesas vão poder usar a plataforma de equitycrowdfunding sediada em Jerusalém quer para investir quer para captar financiamento. Em comunicado, a empresa refere que as startups selecionadas terão “um acesso de investidores qualificados em todo o mundo, para além das oportunidades de expansão através de colaborações e parcerias institucionais”.

Na plataforma da OurCrowd, os investidores acreditados podem investir diretamente em mais de 220 empresas selecionadas — de empresas tecnológicas emergentes a instituições e indivíduos —  ou nos 23 fundos que agrupam diferentes negócios, localizações ou fases de desenvolvimento. O ecossistema português passa agora a estar também representado na plataforma, sendo que os parceiros vão concentrar-se na procura das startups tecnológicas mais promissoras da região ibérica. Miguel Horta e Costa, um dos sócios da Underrock vai liderar esta iniciativa em conjunto com Tiago Dores.

Lisboa é um dos centros tecnológicos que mais cresce na Europa, com startups inovadoras em fintech, planeamento de produção e inteligência artificial. A chegada da OurCrowd é uma oportunidade única para criar valor no mercado português como um todo, além de estabelecer laços entre as tecnologias israelitas e portuguesas”, refere Miguel Horta e Costa, um dos sócios da Underrock, citado em comunicado.

Entre as várias áreas de negócio que a OurCrowd seleciona para investimentos estão a cibersegurança, software de consumo, mobilidade, energia, agricultura, software empresarial, drones, alimentação, ótica e saúde. “Lisboa é considerada como um dos hotspots de inovação e um centro de startups da Europa. A cidade dispõe de um meio crescente em inovação e esperamos investir nas tecnologias mais recentes que este ecossistema tem para oferecer”, sublinha Jon Medved, presidente da OurCrowd.

As operações ibéricas da empresa continuarão a ser lideradas por David Hatchwell, presidente do EXCEM, um grupo familiar baseado em Madrid e um dos líderes da comunidade judaica em Espanha. O responsável refere que as operações em Espanha “cresceram rapidamente desde 2017” e aponta que “o ecossistema tecnológico em Espanha e em Portugal aloja uma seleção de startups de crescimento rápido que possuem um enorme potencial para os 58.000 investidores da OurCrowd em todo o mundo”.

Ao mesmo tempo, iremos conectar empreendedores locais e indústrias tradicionais, preparadas para abraçar as novas tecnologias, a parceiros estratégicos e de investigação na comunidade de startups em Israel, que atualmente se encontra na vanguarda mundial. Acreditamos que todos irão colher os frutos desta nova parceria”, acrescenta Hatchwell.

Fundada em 2013 em Israel, a OurCrowd dispõe atualmente de 1.500 milhões de dólares (cerca de 1.250 milhões de euros) sob gestão, investidos em mais de 220 empresas de quatro continentes. Grande parte dos investimentos são feitos em parceria com investidores como a Google Ventures, Microsoft, Sequoia Capital, Menlo, SoftBank, Goldman Sachs e GE Ventures.

Desde a sua criação, a plataforma israelita já conseguiu vender 40 empresas do seu portfólio a grandes multinacionais — como a Microsoft, Samsung, Intel, Nike, Uber, Oracle e Canon — e algumas entraram em bolsa, como é o caso da Beyond Meat e da Lemonade.