Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O pedido de extensão da declaração de impacte ambiental (DIA) favorável emitida para o projeto do novo aeroporto de Lisboa previsto para o Campo de Tiro de Alcochete não pode voltar a ser feito, nos termos da lei. O esclarecimento foi prestado ao Observador por fonte oficial da Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

Caberia à APA avaliar um eventual pedido de prorrogação da DIA, inicialmente emitida há dez anos, que teria de ser feito pelo proponente. Esta extensão da DIA, que caduca esta quarta-feira, foi pedida por alguns partidos políticos e por várias personalidades em carta enviada ao Governo e que foi subscrita pelos sete presidentes de câmara eleitos pelo PCP na área da Grande Lisboa. A insistência no tema surge na sequência da aprovação no Parlamento da obrigação de realizar uma avaliação ambiental estratégica que compare o projeto para a base militar do Montijo com outras soluções, como a do Campo de Tiro de Alcochete.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.