O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) vai, a partir de janeiro de 2021, apresentar e debater práticas que podem ser implementadas nas cidades para melhorar a qualidade de vida da população.

Num ciclo de conferências, que vão ter início na próxima quarta-feira, “vão ser apresentadas mudanças que as cidades podem implementar em áreas como a construção de edifícios, a mobilidade ou as infraestruturas, para promoverem a sustentabilidade”, refere um comunicado enviado à agência Lusa.

“Os temas das conferências irão focar-se no ambiente construído nas cidades, seja através de mudanças na conceção, construção e funcionamento dos edifícios, como da própria estrutura, organização e gestão dos sistemas a funcionar nos centros urbanos”, afirma João Armando Gonçalves, professor do ISEC e um dos responsáveis pela iniciativa.

Durante o ciclo de seminários “openDEC – Engenharia Civil e Cidades Sustentáveis” vão ser apresentados casos da indústria investigações realizadas no ISEC e em outros centros de investigação, para maximizar a sustentabilidade no funcionamento das cidades.

“Com o aumento exponencial da população a viver em zonas urbanas, é necessário implementar medidas no campo da sustentabilidade e melhorar os espaços onde as pessoas vivem, trabalham e socializam”, salienta João Armando Gonçalves.

A estrutura dos edifícios vai ser o tema em debate na próxima quarta, dia 06 de janeiro, às 14:30, no ISEC, sob o lema “Construção Sustentável em Madeira”, em que será apresentada uma alternativa à construção em betão.

“As estruturas em madeira permitem poupar muita energia, por ser um isolante natural, são mais confortáveis e podem ser uma solução competitiva”, frisa João Armando Gonçalves.

O ciclo de conferências teve início em dezembro, com um seminário sobre mobilidade nas cidades e a sua relação com a forma urbana, e vai prolongar-se até maio, com mais quatro sessões dedicadas a vários aspetos da engenharia civil e da sustentabilidade urbana.

“A ligação entre as empresas e a investigação produzida pelo ISEC no âmbito da sustentabilidade permitirá um desenvolvimento urbano através de soluções competitivas e de cidades inteligentes atrativas”, afirma Mário Velindro, presidente do ISEC.