Pelo quinto dia consecutivo o Reino Unido registou um número de novos contágios superior a 50 mil. Desde sexta-feira as autoridades detetaram mais 57.725 novos casos positivos, e outras 445 mortes.

Na sexta-feira, tinham sido 53.285 novos casos (e 613 mortes).

O total de casos positivos no Reino Unido ascende, assim, aos 2.599.789 (bem como 74.570 mortes devido à doença). Os especialistas acreditam que os níveis alarmantes de casos subiram rapidamente devido à nova estirpe mais contagiosa detetada no país. Desde a passada quinta-feira que há mais áreas sujeitadas ao nível máximo de restrições.

Os peritos em saúde pública consideram que esta situação ameaça fazer colapsar os hospitais do sistema nacional de saúde britânico. Também fez com que as escolas primárias, secundárias e as universidades tenham adiado o regresso às aulas, previsto inicialmente para a próxima segunda-feira (após as férias de Natal). O regresso agora estaria previsto para 18 de janeiro.

O presidente da Ordem dos Médicos britânicos, Andrew Goddard, advertiu este sábado – em declarações à BBC – que o Natal e a nova variante do vírus terão “um grande impacto” nas próximas semanas, no que diz respeito à propagação do vírus no Reino Unido.