O Conselho de Acionistas do grupo José de Mello escolheu Salvador de Mello para a presidência executiva, mantendo-se Vasco de Mello como presidente do Conselho de Administração, de acordo com um comunicado do grupo divulgado esta segunda-feira.

“No contexto de um novo ciclo de desenvolvimento de negócios, sustentado numa sólida situação financeira, o Conselho de Acionistas da família José de Mello decidiu designar Salvador de Mello para a presidência executiva da José de Mello”, lê-se na mesma nota.

Salvador de Mello: “Cuf reorganizou-se para ajudar SNS no combate à Covid-19”

Por sua vez, Vasco de Mello irá manter-se como presidente do Conselho de Administração “agora com funções não executivas”, acumulando com as funções de presidente do Conselho de Administração da Brisa e da direção da Fundação Amélia de Mello.

Pedro de Mello mantém-se como vice-presidente do Conselho de Administração do grupo, “agora com funções não executivas”, acumulando “com a presidência da Sociedade Agrícola D. Diniz (Monte da Ravasqueira)” e do Conselho de Acionistas da família José de Mello.

As alterações tiveram também impacto na CUF, com Salvador de Mello a manter-se “como presidente do Conselho de Administração da CUF, agora com funções não executivas, passando Rui Diniz a assumir as funções de presidente executivo”.

Ainda na CUF, foi nomeado “Francisco Pedro Ramos Gonçalves Pereira como membro da Comissão Executiva em substituição do administrador cessante, Vasco Luís José de Mello”, segundo um comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Este gestor assumiu também o cargo de vogal do Conselho de Administração da rede de hospitais privados.

“A nova liderança executiva de Salvador de Mello visa também dar continuidade a um legado histórico empresarial iniciado em 1898 por Alfredo da Silva, permitindo o crescimento e o desenvolvimento do grupo José de Mello e mantendo o compromisso de contribuir para a dinamização da economia nacional e para o futuro de Portugal”, indicou a empresa na mesma nota.

Citado no comunicado, Vasco de Mello disse que “a alteração da presidência executiva decorre de um processo de sucessão natural, numa altura em que o grupo José de Mello se encontra preparado para encarar com ambição um novo ciclo de crescimento dos negócios e desenvolvimento de novas oportunidades, dando continuidade a um legado histórico empresarial com mais de 120 anos e reforçando o nosso compromisso de longo prazo de contribuirmos para o futuro de Portugal”.

As alterações produzem efeitos a partir desta segunda-feira.