A empresa chinesa de smartphones Oppo apresentou nesta quinta-feira os novos modelos topo de gama, apelidada de “Find”. Os equipamentos chamam-se, por ordem crescente quanto às especificações que oferecem: Oppo Find X3 Lite 5G, Oppo Find X3 Neo e Oppo Find X3 Pro 5G. Além de câmaras melhoradas em relação aos modelos anteriores e antenas 5G, a tecnológica quer competir com a concorrência, como a Apple, a Xiaomi, a Samsung ou a Huawei, com uma novidade: um ecrã até mil milhões de cores.

Dos três novos equipamentos, o que teve maior destaque na apresentação a jornalistas foi o Oppo Find X3 Pro 5G. Este modelo tem um ecrã de 6,7 polegadas AMOLED com uma resolução de 3216 por 1440 QHD+ (Quad HD). Explicando de forma simplificada, isto permite à empresa afirmar que o ecrã pode mostrar as tais mil milhões de cores, prometendo, assim, imagens mais nítidas. Para isso, ao configurar o dispositivo, a Oppo faz um pequeno teste de cores ao utilizador para calibrar o ecrã à medida de cada pessoa.

[Veja, na fotogaleria abaixo, as especificações completas de cada modelo e mais imagens dos novos smartphones]

9 fotos

Além disso, como diz o nome, a versão Pro tem uma câmara traseira com quatro lentes até 50 megapíxeis, que permite, teoricamente, fazer zoom em fotografias até 60 vezes o plano inicial. A câmara está embutida numa capa traseira que tem um design com uma “curva subtil”, explicou a empresa. Tudo isto num equipamento com 8.26 milímetros de espessura.

À semelhança da concorrência direta, este modelo topo de gama está equipado com o mais recente processador Qualcoom Snapdragon 888 e tem resistência ao pó e água IP68. Este telemóvel que usa o sistema operativo Android 11, da Google, vem também apetrechado com tudo o resto que estes equipamentos têm oferecido nos últimos anos: carregamento rápido sem fios, memória interna até 256GB, som com tecnologia Dolby Atmos e uma câmara frontal até 50 megapíxeis. Apesar disso, e do preço recomendado de 1200 euros, o modelo Pro não tem entrada própria para auriculares tradicionais ou expansão de memória interna através de cartão SD.

Os irmão mais novos da mesma gama Find do X3 Pro  o X3 Neo 5G e o  X3 Lite 5G, não têm tanta capacidade de processamento ou câmaras tão poderosas. Por isso, vão custar 820 e 500 euros, respetivamente. Mesmo assim, e tendo os dois ecrãs com tecnologia OLED com FHD+ (Full HD), têm também câmaras traseiras com quatro lentes até 50 megapíxeis. Isto acompanhado da promessa de se poder fazer zoom as fotografias com resultados bastante nítidos e o utilizador poder calibrar as cores dos ecrãs para uma experiência colorida.

Apesar de não terem carregamento sem fios, estes modelos da mesma gama, que utilizam os processadores Qualcoom Snapdragon 865 e 765, respetivamente, têm carregamento rápido até 65W. Esta é uma especificidade cada vez mais comum que permite carregar completamente um smartphone em cerca de duas horas.

A Oppo entrou oficialmente em Portugal em 2020. Desde 2011, quando lançou o primeiro smartphone, que a empresa chinesa tem apostado em equipamentos competitivos em cada segmento em que se inserem. Em 2020, numa altura em que a Huawei, a concorrente direta de mais peso, já tinha um sistema operativo próprio após receios dos EUA e outros países quanto a essa marca, a Oppo começou a tentar ganhar terreno no mercado de smartphones com sistemas operativos Android. Com essa premissa, a empresa tem apresentado modelos topo de gama com especificações semelhantes à marcas de telemóveis líderes e expandido, principalmente, a oferta na Europa. Contudo, a China continua a ser o seu principal mercado.