António Almeida Henriques era um homem com “espírito empreendedor” que dedicou a vida à causa pública, nomeadamente “o associativismo empresarial”, caracterizaram este domingo empresários, responsáveis por coletividades em notas de pesar.

“Um homem que dedicou a sua vida à causa pública, destacando-se no associativismo empresarial, enquanto deputado da Assembleia da República, Secretario de Estado da Economia e Desenvolvimento Regional e atualmente Presidente do Município de Viseu, onde promoveu ações de enorme valia regional e nacional”, afirmou o presidente da direção da AIRV — Associação Empresarial da Região de Viseu.

João Cotta lembrou que também António Almeida Henriques ocupou o cargo de presidente da direção e, atualmente, era presidente honorário, considerou “inegável o seu contributo para o desenvolvimento do movimento associativo empresarial regional e nacional” e dedicou uma palavra “especial à sua esposa, colaboradora desta Instituição”, Cristina Almeida Henriques.

Numa nota enviada à agência Lusa, também o presidente Confederação Empresarial de Portugal (CIP) destacou “um grande Homem, um político essencial” e “um dos mais relevantes governantes que o Portugal conheceu”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Ao longo dos diferentes cargos que desempenhou, deixou uma profunda marca de respeito pelo espírito empreendedor em Portugal, pela importância económica e social das empresas, pela defesa e vitalidade da livre iniciativa”, defendeu António Saraiva.

No entender deste responsável, “o seu legado está hoje presente no associativismo empresarial que tanto acarinhou, na concertação social que sempre apoiou, na libertação do espírito empreendedor que sempre incentivou” e António Saraiva defende que “as empresas e a economia nacional muito lhe devem”.

“Embora, por vezes, desconsiderados por muitos na vida política, os autarcas estiveram e estão sempre na primeira linha do apoio às suas populações, dando o melhor de si próprios para apoiar a sua comunidade em momentos de grandes dificuldades. Um profundo respeito pelo homem e autarca que deixa saudades na família, amigos e autarcas portugueses”, escreveu o presidente da Câmara de Viana do Castelo, o socialista José Maria Costa.

O presidente da Comissão Organizadora da Convenção Nacional da Saúde destacou “o contributo dado pelo Dr. Almeida Henriques, como representante do Poder Local, na Conferência fundadora da Convenção Nacional da Saúde”.

O presidente da Câmara de Viseu, António Almeida Henriques, morreu hoje aos 59 anos, vítima de complicações respiratórias decorrentes da covid-19.

Militante social-democrata desde a década de 1980, era ainda vice-presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), presidente da secção de ‘Smart Cities’ (Cidades Inteligentes) da ANMP e presidente do Conselho-Geral da Fundação para os Estudos e Formação nas Autarquias Locais (FEFAL).

Foi deputado à Assembleia da República, nas IX, X e XI e XII Legislaturas e vice-presidente do grupo parlamentar do PSD entre 2005 e 2007 e 2010 e 2011.

Participou também no Governo PSD/CDS-PP liderado por Passos Coelho e Paulo Portas como secretário de Estado-Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional, entre 2011 e 2013.

O autarca social-democrata foi diagnosticado com covid-19 no início de março, altura em que foi internado no Hospital de São Teotónio, em Viseu.

A Câmara de Viseu decretou três dias de luto municipal a partir deste domingo.