Este artigo é da responsabilidade de Turismo do Centro de Portugal

O trabalho remoto não é uma forma de trabalho recente na organização das empresas mas, a partir de 2020, em todo o mundo, os períodos de confinamento e o distanciamento físico afetaram a vida quotidiana dos trabalhadores e levaram a um enorme aumento do número de pessoas que trabalham em casa. As tendências revelam que as casas vão tornar-se mais tecnológicas e adaptadas ao teletrabalho, as empresas vão encarar alterações permanentes na sua forma de trabalhar e avançar para soluções de maior flexibilidade para os trabalhadores na escolha do local onde o trabalho é executado.

O Centro de Portugal é já um destino de trabalho remoto para trabalhadores móveis e nómadas digitais. Na Aldeia do Xisto da Cerdeira, uma aldeia secular no meio da Serra da Lousã que esteve em risco de desaparecer, nasceu o Cerdeira – Home for Creativity, um retiro que recebe pessoas que estão em férias ou em trabalho, que se instalam em pequenas casas totalmente equipadas e com internet de alta velocidade. Nesta autêntica comunidade de artes, a natureza e a criatividade conjugam-se para que todos os visitantes possam descansar, aprender, criar e conhecer.

O Selina Peniche também propõe um novo conceito no universo global da hotelaria que escapa aos conceitos de hostel e de hotel, e oferece serviços de alojamento, espaços de cowork, espaços de refeição e ainda um interessante segmento de experiências locais e envolvimento com a cultura local, incluindo eventos de network para pessoas com interesses comuns.

O projeto “Work From Centro de Portugal”, que resulta de uma parceria do Estúdio Tipo-grafia com o Turismo Centro de Portugal, pretende dar uma resposta ao segmento emergente do Centro do país enquanto destino para visitar e trabalhar. Todos os intervenientes locais que procuram estruturar a sua oferta turística poderão consultar o Manual de Boas Práticas que será distribuído e apresentado através de um conjunto de workshops de capacitação dirigidos a todas as entidades públicas, associações e empresas turísticas, entre outros. Os interessados poderão manifestar interesse na participação nos workshops através da inscrição neste formulário.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Passe a palavra: há segredos por descobrir nas nossas Aldeias do Xisto

A par do apoio dado a todos os agentes locais, o desafio lançado, de trabalhar a partir do Centro de Portugal, dirige-se a todas as pessoas, famílias, equipas e nómadas digitais, que pretendam trabalhar à distância. O projeto inclui também um microsite, que será inserido no site do Turismo Centro de Portugal em maio, assim como a publicação de um livro com histórias de pessoas que vivem e trabalham no Centro e que contará com um roteiro de locais e serviços relacionados com o trabalho remoto.

Saiba mais sobre este projeto em 
https://observador.pt/seccao/centro-de-portugal/