Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Jeff Bezos já anunciou que deixaria de ser CEO da Amazon a partir 5 de julho, mas nem isso fará com que fique na sombra. Pelo contrário. O próximo passo do empresário é o espaço. Bezos anunciou esta segunda-feira, numa publicação no Instagram, que será um dos passageiros do primeiro voo espacial tripulado da sua empresa aeroespacial Blue Origin, com lançamento programado para 20 de julho.

O plano é que, nesse dia, estejam a bordo do foguetão New Shepard Bezos o irmão Mark e o vencedor de um bilhete que está a ser licitado num leilão que decorre em três fases e que será entregue à melhor oferta — a licitação mais alta tornada pública até agora foi de 2,8 milhões de dólares (cerca de 2,3 milhões de euros). O dinheiro angariado com este leilão reverterá a favor da fundação sem fins lucrativos, a Club For The Future, que está associada à Blue Origin e que promove o ensino da ciência e da matemática junto dos mais jovens.

Foi num post de Instagram que Bezos anunciou a sua ida como passageiro, ao lado do irmão ©Jeff Bezos/Instagram

“Desde que tenho cinco anos que sonho em viajar para o espaço”, escreveu o empresário num post de Instagram. “Dia 20 de julho vou embarcar nesta jornada com o meu irmão. A maior aventura com o meu melhor amigo.”

A viagem até ao espaço suborbital será feita a bordo da cápsula New Shepard —  uma homenagem a Alan Shepard, o segundo homem e o primeiro norte-americano a viajar para o espaço, em 1961 — e terá a duração de aproximadamente 10 minutos, com alguns minutos de ausência de gravidade já no espaço.

Jeff Bezos deixa de ser CEO da Amazon a 5 de julho

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O foguetão já descolou e aterrou 15 vezes nas instalações da empresa no Texas, tendo provado que está preparado para o passo seguinte.

A partir de 5 de julho, Bezos deixará de ser CEO da gigante norte-americana, uma data sentimental uma vez foi nesse dia, em 1994, que o empresário lançou a Amazon. Este voo espacial será um marco na História, uma vez que Bezos seria assim o primeiro bilionário a ir ao espaço, já que Elon Musk e Richard Branson ainda não o fizeram.