Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Foi um momento que ninguém queria ver. Disputavam-se os 42 minutos do Dinamarca-Finlândia, um dos primeiros jogos do Europeu 2020, quando o futebolista dinamarquês Christian Eriksen caiu sozinho e inanimado no relvado. Ali ficou, durante longos minutos, assistido por uma equipa médica.

No relvado e nas bancadas, os colegas e os adeptos aperceberam-se rapidamente da gravidade do sucedido. O jogo foi suspenso, as equipas e a equipa de arbitragem saíram do relvado e Eriksen saiu transportado de maca, protegido das câmaras. Ainda não há informações sobre a gravidade do acidente.

Nas redes sociais começou a circular uma fotografia de Christian Eriksen a sair do relvado de maca, aparentemente consciente, o que dá esperança de que as piores previsões e o desfecho mais temido possam não se confirmar. O jogador foi transportado para o hospital e deverão ser dadas novas informações durante a próxima hora.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As imagens comoção dos colegas e dos adeptos, chocados com o momento mais triste do Europeu de futebol até ao momento, arrepiam.