Obrigado por ser nosso assinante. Não se esqueça de subscrever a nossa Newsletter exclusiva dos bastidores.

Colson Whitehead está a escrever uma sequela de Harlem Shuffle, o seu novo romance publicado este mês de setembro nos Estados Unidos da América. O policial passado no bairro nova-iorquino de Harlem nos anos 60 gira em torno da figura de  Ray Carney, um homem que tenta levar uma vida séria apesar de ter nascido no seio de uma família de criminosos.

Numa entrevista recente ao The New York Times, o autor de A Estrada Subterrânea e Os Rapazes de Nickel confessou que assim que terminou Harlem Shuffle, durante o confinamento do ano passado, começou imediatamente a escrever uma sequela, passada na década de 1970. Foi a primeira vez que Whitehead sentiu vontade de dar continuidade a uma das suas histórias.

“Depois da escuridão dos últimos dois livros, a leveza, o charme humilde de Carney, preencheram-me uma necessidade psicológica”, admitiu ao The New York Times. “Pude explorar o mundo de uma maneira diferente, que não está ligada a estes sistemas terríveis do capitalismo e do racismo institucionalizado.”

Colson Whitehead, vencedor do Pulitzer Prize: a coragem, a esperança e a “procura de um refúgio da dura realidade”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Em entrevista ao Observador por altura da publicação de Os Rapazes de Nickel em Portugal, no ano passado, o escritor, que por cada romance mais “pesado” procura publicar um que tenha “mais piadas”, explicou que lançar Os Rapazes de Nickel depois de A Estrada Subterrânea, ambos galardoados com o Prémio Pulitzer de Ficção, foi um desafio.

“Quando acabei Os Rapazes de Nickel, estava cansado, deprimido por ter levado o Elwood e o Turner à conclusão que tinha determinado para eles há alguns anos. E definitivamente deprimido com as histórias reais de alunos reais que lia todos os dias. Foi definitivamente difícil, mas, no final, valeu a pena”, disse ao Observador.

Harlem Shuffle foi lançado nos Estados Unidos no passado dia 14 de setembro. Ainda não há data para a sua publicação em Portugal.